Diarinho Titulo Tira-Dúvidas
Como surgiu a mitologia?

O estudo sobre os mitos ganhou respeito e importância após descoberta incrível

Juliana Ravelli
08/12/2013 | 07:00
Compartilhar notícia


Mitologia é o conjunto de mitos e lendas de um povo e o estudo sobre eles. O assunto só chegou às universidades, sendo reconhecido como sério e necessário, no século 19. Isso porque, nessa época, ocorreu importante descoberta na Europa. As ruínas da cidade Troia (cenário da famosa batalha entre gregos e troianos), até então soterradas, foram encontradas por arqueólogos numa região que hoje pertence à Turquia.

Todos ficaram impressionados com o achado. Antes disso, acreditavam que as histórias sobre a Guerra de Troia narradas na Ilíada, grande poema escrito pelo grego Homero (que teria vivido há cerca de 2.900 anos), eram apenas ficção.

Após encontrar a cidade citada na obra de Homero, os pesquisadores viram a necessidade de estudar a literatura e as crenças da Grécia Antiga.

Os mitos são narrações de histórias que explicam como o mundo surgiu, que deus criou o céu, estrelas, Terra, mar, homem, plantas e animais. Também esclarecem ou estabelecem os costumes e modos de organização da sociedade.

São sagrados e todos os povos os têm, não somente os gregos. Assim, há também a mitologia romana, celta, egípcia, africana, nórdica (de países do Norte da Europa), tupi, entre outras. Todas têm a mesma importância e devem ser respeitadas.

Em grego, mýthos significa ‘aquilo que se diz’. Portanto, mitos são a sabedoria transmitida oralmente de uma geração a outra. Nasceram muito antes da escrita, há milhares de anos, ao mesmo tempo em que a civilização a qual pertencem se desenvolvia. Desse modo, não é possível ter certeza de quando e como surgiram. Só sabemos que são muito antigos.

Mitos fazem a humanidade refletir de diferentes formas

Os mitos são como poesias. Neles as palavras geralmente dizem mais do que significam no dicionário. Personagens, situações e até objetos representam coisas diferentes do que aparentam ser. Assim, realizações fantásticas e impossíveis – como animais que falam – ocorrem nas histórias mitológicas.

É preciso pensar muito e de diferentes formas para entender e interpretar os mitos. Por isso, eles despertam nossa criatividade, nos ajudam a desenvolver ideias novas e trazem muitos ensinamentos. Não é à toa que na sociedade supertecnológica de hoje a mitologia continua a ganhar fãs e estar presente em games, brinquedos, livros, histórias em quadrinhos, desenhos e filmes.

Saiba mais

O Thor dos cinemas e dos gibis é inspirado no deus da mitologia nórdica.

Murilo Cavalcante Albuquerque Oliveira de Souza, 10 anos, de Santo André, sabe muito sobre mitologia. Assiste a filmes e desenhos, além de jogar games sobre o assunto. “Pesquisei na Wikipédia (enciclopédia on-line) sobre Zeus, Poseidon, Hades, Isis, Rá, Odin, Thor e Loki. No Egito Antigo, as pessoas tinham medo do deus Set porque era poderoso e mau.” A divindade preferida de Murilo é Poseidon. “É o deus dos mares, terremotos e cavalos.”
 

Consultoria de Miriam Sutter, professora de Letras Clássicas da PUC-Rio.

 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mais Lidas

;