Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Shirai não sabe se Japão atingirá meta de inflação



27/11/2013 | 02:48


A integrante do Comitê de Política Monetária do Banco do Japão (BoJ, na sigla em inglês) Sayuri Shirai reforçou a sua campanha de que a autoridade monetária precisa estar mais atenta aos riscos descendentes sobre a economia, o crescimento e a inflação. Além disso, Shirai disse que o BoJ pode não atingir a meta de inflação de 2% em dois anos e mantê-lo em torno deste nível. As declarações da integrante do BoJ foram feitas durante discursos a empresários na cidade de Tokushima.

Em seu discurso, Shirai destacou que a expectativa de inflação no longo prazo entre as famílias e as empresas tem crescido, mas alertou que o ritmo de crescimento é fraco e perto da estabilidade.

"Essas expectativas de inflação ainda estão bem abaixo da meta de 2% e ainda é incerto se a inflação atingirá a meta de 2% no período planejado (do final do ano fiscal de 2015 a 31 de março de 2016)", afirmou Shirai.

A integrante do banco central japonês ainda destacou que o risco de queda da atividade econômica do Japão é maior do que o risco de melhora. Shirai já tinha esse discurso antes e por isso se opôs às projeções de médio prazo e análise de risco apresentadas dos membros do BoJ no relatório de perspectivas semestrais da instituição publicado em 31 de outubro. Shirai tem uma visão de crescimento e inflação mais fraca do que a apresentada pelo consenso do BoJ.

De acordo com Shirai, o risco de queda pode surgir de um ritmo de crescimento mais lento do que o esperado entre as economias do exterior, particularmente dos mercados emergentes, o que vai afetando diretamente as exportações japonesas. A integrante do BoJ ainda afirmou que é preciso ter cautela, dado o crescimento moderado das exportações e da produção industrial. Ainda assim, a integrante do BoJ reforçou que não muda a sua visão de que o BoJ deve fazer esforço máximo para atingir a meta da inflação.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;