Fechar
Publicidade

Sábado, 21 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Alunos promovem ato contra a violência após morte de professor

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cerca de 100 estudantes, pais e docentes prestaram homenagem a Maurício Costa


Drielly Gaspar
Especial para o Diário

12/11/2013 | 07:00


Cerca de 100 alunos, pais e funcionários do Colégio Pentágono vestiram-se de branco, na manhã de ontem, para realizar o Ato de Indignação Contra a Violência, em homenagem ao professor Maurício Contis Costa, 40 anos. O docente morreu com um tiro na cabeça na quinta-feira, quando deixava a instituição, por volta de 22h15.

O estacionamento, onde Costa foi alvejado, estava tomado por faixas de despedida e com letras de músicas pedindo paz. O padre Afonso Maria Oliveira, da Catedral do Carmo, fez orações e deixou palavras de esperança.

A diretora pedagógica da instituição, Solange Tersariol, lembra como tudo aconteceu. “Foi um choque. Estávamos terminando de organizar a feira de ciências, que começaria na sexta-feira, quando pediram, pelo rádio de comunicação, para chamar o resgate porque o professor tinha levado um tiro.” Solange afirma que os primeiros a presenciar o ocorrido foram alunos.

Costa atuava há mais de 15 anos como docente do colégio. Atualmente, dava aulas no curso técnico de mecatrônica. “Ele estava sempre sorrindo e disposto a ajudar. Era apaixonado pela profissão”, diz a diretora da escola, Flávia Gomes.
Segundo Flávia, o professor também foi aluno da instituição. “Aqui era a casa dele.”

Ao fim do ato, palmas tomaram o estacionamento. Cabisbaixos, os alunos colocaram rosas brancas em um barco inflável, que simbolizava outra paixão do professor. Em seguida cada um amarrou uma pequena fita branca no portão da escola para mostrar que ali é um ambiente de paz.

A missa de sétimo dia em homenagem a Costa será realizada amanhã na Paróquia da Santíssima Virgem (Avenida Lucas Nogueira Garcêz, Jardim do Mar, São Bernardo).

A polícia segue investigando o caso e trabalha com a hipótese de crime passional.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Alunos promovem ato contra a violência após morte de professor

Cerca de 100 estudantes, pais e docentes prestaram homenagem a Maurício Costa

Drielly Gaspar
Especial para o Diário

12/11/2013 | 07:00


Cerca de 100 alunos, pais e funcionários do Colégio Pentágono vestiram-se de branco, na manhã de ontem, para realizar o Ato de Indignação Contra a Violência, em homenagem ao professor Maurício Contis Costa, 40 anos. O docente morreu com um tiro na cabeça na quinta-feira, quando deixava a instituição, por volta de 22h15.

O estacionamento, onde Costa foi alvejado, estava tomado por faixas de despedida e com letras de músicas pedindo paz. O padre Afonso Maria Oliveira, da Catedral do Carmo, fez orações e deixou palavras de esperança.

A diretora pedagógica da instituição, Solange Tersariol, lembra como tudo aconteceu. “Foi um choque. Estávamos terminando de organizar a feira de ciências, que começaria na sexta-feira, quando pediram, pelo rádio de comunicação, para chamar o resgate porque o professor tinha levado um tiro.” Solange afirma que os primeiros a presenciar o ocorrido foram alunos.

Costa atuava há mais de 15 anos como docente do colégio. Atualmente, dava aulas no curso técnico de mecatrônica. “Ele estava sempre sorrindo e disposto a ajudar. Era apaixonado pela profissão”, diz a diretora da escola, Flávia Gomes.
Segundo Flávia, o professor também foi aluno da instituição. “Aqui era a casa dele.”

Ao fim do ato, palmas tomaram o estacionamento. Cabisbaixos, os alunos colocaram rosas brancas em um barco inflável, que simbolizava outra paixão do professor. Em seguida cada um amarrou uma pequena fita branca no portão da escola para mostrar que ali é um ambiente de paz.

A missa de sétimo dia em homenagem a Costa será realizada amanhã na Paróquia da Santíssima Virgem (Avenida Lucas Nogueira Garcêz, Jardim do Mar, São Bernardo).

A polícia segue investigando o caso e trabalha com a hipótese de crime passional.
 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;