Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Em partida tecnicamente fraca, Santos e Inter não saem do zero

Da AE Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Confronto válido pela 29ª rodada do Brasileiro não altera situação das equipes na classificação


Thiago Bassan

17/10/2013 | 00:40


Um jogo para ser esquecido por Santos e Internacional. As equipes protagonizaram duelo tecnicamente fraco, marcado por poucas chances de gol e excesso de erros de passe. <CF51>Assim, </CF>empataram sem gols ontem à noite, na Vila Belmiro, pela 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.
 

Apesar do começo de partida alucinante, com chances reais de gol para cada lado com menos de dois minutos de bola rolando, o duelo ficou burocrático, com direto até mesmo a queda de energia no segundo tempo. No fim, a igualdade no placar foi o resultado mais justo para as equipes. A paulista está na oitava colocação, com 40 pontos, enquanto a gaúcha soma 41 e aparece em sexto lugar.

CONFRONTO


O jogo começou bastante movimentado. O Inter quase abriu o placar logo na segunda vez que se mandou ao ataque. Leandro Damião arriscou de fora da área e obrigou Aranha a se esticar para evitar o gol. A resposta do Santos foi imediata, e bastante eficaz. Aos quatro minutos, Montillo passou por dois marcadores e bateu de fora da área. Muriel espalmou com dificuldade.
 

Depois do início alucinante, as equipes passaram a se preocupar mais com a defesa. Porém, era o time gaúcho que demonstrava estar mais próximo do gol, tamanha a disposição do meia Alex em campo. Mesmo assim, o placar seguiu sem gols até o fim da primeira etapa.
 

Mais ligado, o Santos teve boa oportunidade nos minutos iniciais da segunda parcial, em arrancada rápida de Emerson, que concluiu forte, mas Muriel defendeu. Foi apenas um breve lampejo. Rapidamente, a equipe visitante retomou o domínio da partida. Porém, a maior arma do clube gaúcho era a bola parada. E, aos 18, Scocco bateu falta com perigo, assustando o goleiro santista.
 

Demonstrando certa apatia, o Peixe viu a sorte aparecer da maneira mais inusitada possível. A energia elétrica na Vila Belmiro caiu e deixou o duelo paralisado por quase 20 minutos. De certa maneira, o fato colaborou com o Santos, que estava apresentado futebol ruim e sem obediência tática.
 

Quando o jogo recomeçou, as equipes demoraram um pouco para se readaptarem ao ritmo que estavam acostumadas. O Inter teve boa chance com João Afonso, aos 27, que arriscou de longe e a bola passou perto do gol. Depois, o Santos respondeu em jogada rápida de Everton Costa, aos 36, que tentou dominar após rebote de Muriel, mas o lateral Gabriel salvou o Colorado.
 

A última oportunidade foi do Santos. Montillo avançou sozinho pela direita, aos 43, e fez cruzamento com precisão. Cícero subiu mais alto que toda a defesa do Inter, mas errou a mira, cabeceando para fora e desperdiçando a chance do Alvinegro encostar de vez no G-4.
 

Edu Dracena lamenta a falta de pontaria do ataque 

Inconformado com o desempenho do ataque santista, o zagueiro Edu Dracena lamentou o excesso de erros de finalização da equipe. Segundo o capitão alvinegro, o time se dedicou em campo, mas pecou demasiadamente na hora de concluir contra o gol do Inter.
 

“Pelas chances que criamos desperdiçamos a oportunidade de vencer, mas a gente se dedicou. Pena que não fomos felizes nas finalizações”, afirmou o jogador.
 

“O Inter claramente veio com a proposta de se defender e jogar por uma bola, no contra-ataque. Não é uma crítica. É uma forma de atuar. Eles se fecharam bem e fizeram duas linhas de quatro”, analisou o técnico Claudinei Oliveira, ao fim da partida.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;