Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Diadema e Sto.André irão
ampliar vagas de Zona Azul

Arquivo DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Objetivo é oferecer mais espaço para clientes de
lojas; comerciantes locais aprovam implantação


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

29/09/2013 | 07:00


A partir do mês que vem, o número de vagas no sistema Zona Azul começará a ser ampliado em Santo André e Diadema. Juntas, as cidades oferecem hoje cerca de 3.300 espaços para estacionamento rotativo. O objetivo do aumento é dar mais comodidade aos clientes de regiões comerciais.

Em Diadema, os novos parquímetros deverão ser instalados em outubro no bairro Piraporinha. Segundo o secretário de Transportes, José Carlos Gonçalves, serão criadas cerca de 100 vagas nas ruas mais movimentadas da região. O titular da Pasta informa que também há estudos para implantação de Zona Azul no Serraria. O projeto de lei que autoriza o aumento foi aprovado em dezembro de 2010 pela Câmara Municipal. Atualmente, o município tem 700 vagas desse tipo.

“O estacionamento rotativo é um pedido dos comerciantes. Muita gente deixa o carro de manhã, pega o ônibus para trabalhar, e só volta para liberar a vaga à noite”, comenta Gonçalves.

Na cidade, o motorista que estacionar o veículo em uma vaga rotativa paga R$ 0,75 a cada meia hora de permanência. Ainda não foi definido o total de espaços que serão oferecidos no Serraria, nem quando o sistema será implementado.

Já em Santo André, a Prefeitura informa que também tem planos de expandir ainda neste ano o total de vagas pagas nas ruas dos bairros Jardim, Vila Assunção e Vila Bastos, além de implantação de parquímetros na Vila Gilda. Atualmente, a cidade oferece cerca de 2.500 áreas para parada. O Executivo não informou a porcentagem de aumento estimada para o sistema.

O motorista que ficar parado por 30 minutos desembolsa R$ 0,60. A permanência máxima para estacionamento nas ruas é de duas horas (R$ 2,40). Nos bolsões disponibilizados pela Prefeitura, o veículo pode ficar no local por até cinco horas. Nesse caso, o usuário terá de pagar R$ 6.

São Caetano tem cerca de 2.900 vagas de Zona Azul nos bairros Centro, Barcelona, Santa Paula, Santo Antonio, Oswaldo Cruz, Fundação e Nova Gerty. A cidade não tem planos de expansão desse número. Já Ribeirão Pires tem 300 áreas pagas, e a Prefeitura também não pretende criar outros espaços. Rio Grande da Serra não possui Zona Azul. Questionadas pelo Diário, São Bernardo e Mauá não informaram o total de vagas.

OPINIÕES
Trabalhadores do comércio elogiam os estacionamentos rotativos. “Se não tiver cobrança, não tem vaga. E, dessa forma, o cliente não para por aqui. A Zona Azul irá melhorar o movimento nas lojas”, comenta o comerciante Francisco Ivanildo da Silva, 58 anos.

“Eu, como cliente, se vejo que não tem lugar em frente ao comércio, nem tento parar. Vou embora”, reconhece o taxista José Piveta, 67.

O vendedor ambulante Ivan Valdemar da Silva, 42, no entanto, critica a criação. “Eu uso a vaga para estacionar a perua onde guardo meus produtos. Terei de procurar outro ponto”, lamenta. 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;