Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 28 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

diarinho@dgabc.com.br | 4435-8396

Quem é o melhor goleiro?

Bons defensores do gol fizeram história no futebol, mas destacar o maior de todos os tempos é difícil


Marcela Munhoz

15/09/2013 | 07:00


É impossível responder exatamente quem é considerado o melhor goleiro que já existiu no futebol. Muitos bons atletas jogaram no mundo todo e em épocas completamente diferentes. Além do mais, cada torcedor defende o goleiro do seu time do coração. Mas, algumas listas oficiais são sempre divulgadas com o ranking dos que mais se destacaram.

A IFFHS (Federação Internacional de História e Estatísticas do Futebol) faz todo começo de ano a sua própria lista. Em 2013, classificou o italiano Buffon como o melhor. Em seguida vieram o espanhol Casillas, o holandês Edwin van der Sar, o dinamarquês Peter Schmeichel, o alemão Oliver Kahn, o tcheco Petr Cech, o paraguaio José Luis Chilavert, o italiano Walter Zenga, o espanhol Andoni Zubizarreta e também o brasileiro Taffarel.

Durante toda a história, porém, surgiram muitos excepcionais e que se destacaram em Copas do Mundo e outras competições, como Lev Yashin, da antiga União Soviética (conhecido como Aranha Negra), Gordon Banks, da Inglaterra, Dino Zoff, da Itália, Ubaldo Fillol e Goycochea, da Argentina, Michel Preud’homme, da Bélgica, Barthez, da França, e o russo Rinat Dasayev.

No Brasil, é impossível falar de goleiro e não citar nomes como Gilmar dos Santos Neves, Leão, Raul, Zetti, Barbosa, Castilho, Manga, Oberdan, Eurico Lara, Luiz Borracha, Marcão, Rogério Ceni, Dida, Júlio César e Victor. E para você, qual o melhor?


Saber sair com a bola e boa impulsão são importantes

Defender o gol é missão nobre e importante durante uma partida de futebol, futsal, handebol, polo aquático. Tanto que há treinamentos específicos para a posição.

A tarefa não é nada fácil já que, geralmente, as boladas são fortes e certeiras e o gol, em especial o de futebol de campo, é enorme (chega a medir 2,44 m de altura por 7,32 m de largura). Além disso, se o goleiro deixa a bola passar pode ser considerado culpado pela derrota.

Para encarar a posição é preciso ter boa impulsão (pular alto), manjar de bola parada, chutar para acertar o pé do colega de time e saber sair com uma jogada.

O psicológico do atleta conta muito: deve ter segurança, confiança, concentração e não se abalar com um gol tomado. Não dá para ter medo da bola e não deve pensar duas vezes em saltar para agarrá-la. Também precisa instruir os companheiros de equipe, já que tem visão privilegiada do campo.

A altura é requisito que conta cada vez mais, apesar de grandes goleiros não serem tão altos assim. Na década de 1990, Jorge Campos, atualmente aposentado, era titular da seleção mexicana com seus 1,73 m, considerado baixo para um goleiro. Hoje tem muitos clubes que exigem que o atleta tenha, no mínimo, 1,80 m ou até 1,85 m.


Thiago de Castro Quelucci, 8 anos, de Santo André, curte jogar na posição de goleiro. “Precisa de muito treino para ser bom.” Torcedor do Santos, ele pediu para os pais matriculá-lo numa escolinha de futebol, que começou a frequentar há cerca de três meses. O esporte ajudou o menino a fazer mais amigos, a melhorar na escola e o comportamento em casa. Entre os goleiros que Thiago mais admira está o espanhol Iker Casillas, do Real Madrid.


Consultoria de Ângelo Verotti, editor de Esportes do Diário, e de Ricardo Costa Ferreira, preparador de goleiros.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;