Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Anamaco reduz previsão de expansão do varejo



03/09/2013 | 12:22


A Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção (Anamaco) baixou sua projeção de alta no faturamento em 2013 de 6,5% para 4,5%. De acordo com pesquisa divulgada nesta terça-feira, 03, as vendas caíram 1,5% em agosto ante julho e recuaram 2,0% ante agosto do ano passado. Por outro lado, as vendas cresceram 2,5% nos sete primeiros meses de 2013 ante o mesmo período de 2012. Já nos últimos 12 meses encerrados em agosto, houve aumento de 3,0%.

"Esta ligeira queda está dentro das previsões do setor, que ainda mantém um desempenho positivo no ano e nos últimos 12 meses", afirmou o presidente da associação, Cláudio Conz, em nota distribuída à imprensa. "Porém, devido aos índices apresentados pelo setor ao longo do ano, nós estamos revisando a expectativa de crescimento para 2013". Em 2012, o setor registrou recorde de faturamento, em cerca de R$ 55 bilhões.

A pesquisa mostrou que metade dos lojistas em todas as regiões do País acreditam que vão recuperar parte da queda de vendas. "As regiões Norte e Nordeste são as mais otimistas e, mesmo com os números apresentados pelo setor em agosto, a intenção do setor em continuar realizando investimentos e contratando funcionários continua alta (51% e 27% respectivamente)", citou o presidente da Anamaco.

Conz acrescentou que está buscando discutir com o governo federal a prorrogação do IPI reduzido para a cesta básica de material de construção. Sem a prorrogação, haveria um reajuste de aproximadamente 8,0% nos materiais no início de 2014, frisou.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;