Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Dois policiais são presos pela morte de menino durante ação da PM


Do Diário OnLine

21/06/2007 | 17:02


Um soldado e um cabo da PM (Polícia Militar) foram presos nesta quinta-feira suspeitos de terem sido responsáveis pela morte do garoto Luís Henrique Dias Bulhões, 13 anos, durante simulação de ação contra seqüestro em Rondonópolis (MT), no mês de maio.

Segundo as investigações, um dos detidos usava a arma com munição verdadeira em vez de festim. Os disparos mataram o menino e ainda feriram outras nove pessoas que assistiam à simulação.  

Tragédia - As investigações da Polícia Civil mostram que a simulação foi feita em duas etapas: o primeiro grupo, com três PMs armados com fuzis, cercou o ônibus, fez disparos do lado de fora e jogou uma bomba de efeito moral. Em seguida, o segundo grupo entrou no coletivo. Eram quatro policiais armados com espingardas calibre 12. Houve novos disparos. Segundo a Polícia Civil, foram esses tiros que atingiram as vítimas.

Os peritos apuraram que os PMs dentro do ônibus atiraram contra três alvos de papel que representavam os seqüestradores, afixados no vidro traseiro do veículo. Se os disparos tivesse sido feitos com balas de festim, os tiros conseguiriam atingir os alvos, mas não quebrariam o vidro, que foi estilhaçado.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;