Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ramalhão não se ajuda e cai para terceiro lugar na chave

Orlando Filho/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Apenas dois melhores se classificam na Série D; time tem decisão contra o Marcílio Dias, domingo, no Brunão


Dérek Bittencourt

19/08/2013 | 07:03


A nona rodada do Campeonato Brasileiro da Série D desenhava-se totalmente favorável ao Santo André. O time enfrentaria o já eliminado Villa Nova em Minas Gerais, enquanto o líder Juventude visitaria o Marcílio Dias, que também briga pelas vagas à segunda fase da competição. O time do Grande ABC poderia até partir para a rodada decisiva como líder do Grupo A-7, mas, seu empate por 1 a 1 no sábado, combinado ao triunfo do Marcílio por 1 a 0, ontem, o derrubou ao terceiro posto, com os mesmos 11 pontos do time catarinense, que subiu à vice-liderança – os gaúchos seguem na ponta, com 12.

E o confronto que define o futuro andreense é justamente contra o Marcílio Dias, domingo, no Estádio Bruno Daniel. “Já esperávamos por vitória do Marcílio contra o Juventude. Era o mais provável, jogando em casa, num jogo decisivo. Até torcíamos por um empate para poder jogar por placar igual no último jogo. Se bem que, na minha ótica, jogar por empate um jogo decisivo não é vantajoso, nem pró ou contra. Nossa situação passou a ser única: só a vitória interessa”, destacou o técnico Paulo Roberto.

Sobre o duelo de sábado, contra o Villa Nova, o treinador exaltou a condição do adversário, que mesmo sem chances de avançar na competição, levou a partida a sério. “Eles jogaram como se estivessem definindo a classificação. Mas tivemos três ou quatro chances reais de gol, maior volume de jogo”, afirmou. “O gol deles (Villa) saiu em cobrança de lateral para a área, beneficiada pelo campo apertado. Fora esta, não criaram nenhuma outra chance”, emendou o comandante andreense.

Em visão geral, Paulo Roberto definiu que o empate foi justo. “Nenhuma das equipes conseguiu apresentar grande futebol”, concluiu o técnico. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;