Fechar
Publicidade

Domingo, 15 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Garotinho critica Justiça de São Paulo


Do Diário OnLine

21/06/2003 | 17:05


O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, criticou neste sábado a Justiça paulista. Segundo ele, um processo que demora dois dias para ser distribuído em seu Estado, demora cerca de dois anos e meio para ter o mesmo fim em São Paulo.

Garotinho voltou a enumerar casos de violência que aconteceram recentemente em São Paulo e ironizou: "se tudo isso tivesse acontecido aqui no Rio, ai meu Deus".

Na sexta-feira, o ex-governador fluminense havia dito que a criminalidade em São Paulo choca o país. Garotinho afirmou que o governo federal deve "dar a São Paulo o mesmo tratamento que dá ao Rio".

"Temos certeza de que o presidente da República está preocupado com essa situação. Ele nasceu no Nordeste, mas construiu sua carreira política em São Paulo e há de dar ao estado o mesmo tratamento que vem sendo dispensado ao Rio. São Paulo vive hoje um momento muito difícil. Tenho certeza de que o povo paulistano, que votou maciçamente no presidente, há de contar com ele para tirar o Estado desse trauma", discursou o secretário na sexta.

Neste sábado, Garotinho participou de uma ronda policial na periferia do Rio de Janeiro e deu nota oito para a segurança no Estado. Ele informou que os delegados e comandantes de áreas onde a criminalidade aumentar serão afastados de seus cargos.

Resposta- O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, voltou a falar sobre as declarações de Garotinho neste sábado. Ele lembrou que o Estado ajudou o governo fluminense quando este precisou — como no caso da transferência do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, do Rio para o presídio paulista de Presidente Bernardes.

Para Alckmin, os comentários de Garotinho forma “de mal gosto”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Garotinho critica Justiça de São Paulo

Do Diário OnLine

21/06/2003 | 17:05


O secretário de Segurança do Rio de Janeiro, Anthony Garotinho, criticou neste sábado a Justiça paulista. Segundo ele, um processo que demora dois dias para ser distribuído em seu Estado, demora cerca de dois anos e meio para ter o mesmo fim em São Paulo.

Garotinho voltou a enumerar casos de violência que aconteceram recentemente em São Paulo e ironizou: "se tudo isso tivesse acontecido aqui no Rio, ai meu Deus".

Na sexta-feira, o ex-governador fluminense havia dito que a criminalidade em São Paulo choca o país. Garotinho afirmou que o governo federal deve "dar a São Paulo o mesmo tratamento que dá ao Rio".

"Temos certeza de que o presidente da República está preocupado com essa situação. Ele nasceu no Nordeste, mas construiu sua carreira política em São Paulo e há de dar ao estado o mesmo tratamento que vem sendo dispensado ao Rio. São Paulo vive hoje um momento muito difícil. Tenho certeza de que o povo paulistano, que votou maciçamente no presidente, há de contar com ele para tirar o Estado desse trauma", discursou o secretário na sexta.

Neste sábado, Garotinho participou de uma ronda policial na periferia do Rio de Janeiro e deu nota oito para a segurança no Estado. Ele informou que os delegados e comandantes de áreas onde a criminalidade aumentar serão afastados de seus cargos.

Resposta- O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, voltou a falar sobre as declarações de Garotinho neste sábado. Ele lembrou que o Estado ajudou o governo fluminense quando este precisou — como no caso da transferência do traficante Luiz Fernando da Costa, o Fernandinho Beira-Mar, do Rio para o presídio paulista de Presidente Bernardes.

Para Alckmin, os comentários de Garotinho forma “de mal gosto”.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;