Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Neymar e Santos, agora em lados opostos

Da AP Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Atacante do Barcelona revê ex-clube no duelo de
hoje, no Camp Nou; a partida acontece às 16h30


Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

02/08/2013 | 07:00


Neymar. Não tem como a torcida do Santos esquecer este nome, que tem lugar de destaque na história do clube. Foram momentos felizes, com títulos como Paulistas, Copas do Brasil e Libertadores. Mas hoje, às 16h30, os alvinegros terão de se contentar em assistir a Joia com a camisa azul-grená do Barcelona na disputa pelo Troféu Joan Gamper entre as equipes, na estreia do atleta no Camp Nou.

“A vontade é sempre igual. Amanhã (hoje) é um amistoso, mas sinto como se fosse final de Champions (League). Vou reencontrar antigos companheiros, mas estou defendendo o Barcelona, com honra e orgulho”, assegurou o atacante.

Aliás, o confronto acontece somente por causa do jogador. Após extensa novela no primeiro semestre, o Barcelona conseguiu tirar o astro da Vila Belmiro e uma parte do pagamento inclui dois amistosos contra o Peixe – o de hoje e outro em Santos, mas o duelo ainda não foi marcado.

O torneio amistoso será um grande desafio para a equipe brasileira, que enfrentou o rival há quase dois anos, na final do Mundial de Clubes, e não teve noite feliz. Mesmo com Neymar, além de Paulo Henrique Ganso, o Peixe, então comandado por Muricy Ramalho, levou sonora goleada por 4 a 0, além de uma aula de futebol, como o próprio Neymar declarou na época.

Agora, a situação é diferente, ao menos do lado brasileiro. Sem astros, o Santos aposta em outros jovens, como o atacante Neilton, que herdou a camisa 11 de Neymar.

Já o Barça mantém a base de estrelas daquela decisão, além de Neymar, que confirmou comemoração em caso de gol contra o ex-time.

“Vai ser diferente (essa partida). Mas vou jogar como sempre, querendo fazer gol. Já pensei (na comemoração). Tomara que eu marque um gol e comemore muito. Vai ser especial”, frisou a Joia, que prometeu até dancinhas, algo não muito bem visto na Catalunha. “A comemoração é o lugar para extravasar, mas nunca com falta de respeito.”

Será que os santistas vão concordar com o ex-ídolo?

Joia não para de elogiar companheiros

Não faz nem uma semana que está com os atuais companheiros de Barcelona e Neymar já se sente em casa. Apesar de chegar com status de astro, ele parece mais um principiante e não para de elogiar Lionel Messi, Xavi, Iniesta e cia.

Os confetes para os colegas de time também podem ser estratégicos para evitar conclusões de que Neymar iria rivalizar com os companheiros, especialmente com o argentino.

“O meu relacionamento com Messi é maravilhoso. Conversamos todos os dias, nos damos bem. É uma pessoa tranquila. Estar aqui no vestiário, olhar para um lado e ver o Messi, olhar para outro e ver o Iniesta, o Puyol. É a realização de um sonho para mim. Só por estar do lado deles”, destacou o brasileiro.

Segundo a Joia, o clima entre os jogadores é muito tranquilo. “O que mais me impressionou foi o grupo. Eu já sabia que era bom, mas quando cheguei aqui vi que é muito melhor do que eu pensava”, disse.
O jogador ainda falou sobre a questão do excesso de faltas que recebeu no amistoso contra o Lechia, da Polônia, terça-feira. Ele considerou normal e assegurou que vai manter seu estilo de jogo.

“Estou habituado. No Brasil é ainda pior, são coisas que fazem parte do futebol. Vocês não viram a Copa das Confederações? O Brasil ganhou, graças a Deus, deu tudo certo para mim e para os meus colegas, e ainda jogava no Brasil. Vou continuar sendo eu mesmo, foi assim que alcancei esse sonho.”  (das Agências)

Montillo pede que Peixe curta momento especial na Espanha

Um dos mais experientes da equipe, Montillo destacou que o Santos precisa “curtir o momento” de enfrentar o Barcelona. Segundo o argentino não é sempre que a equipe da Vila Belmiro terá esse privilégio.

“Do outro lado estará o melhor do mundo (Messi). Tem o Ney(mar) chegando também. Temos de trabalhar, mas aproveitar. Jogar contra o Barcelona, no Camp Nou, é uma grande oportunidade. É jogar com responsabilidade, mas curtir. Não sabemos quando vamos voltar aqui”, destacou o meia.

O técnico Claudinei Oliveira não soube mensurar a importância do confronto. “Para os meninos, será experiência fantástica. Não dá nem para dimensionar”, disse o treinador.

Para o duelo, ele não deve mandar surpresas a campo. Treinou ontem marcação no ataque para tentar eliminar os espaços do Barça, que abusa do toque de bola.

No entanto, é bem provável que coloque todo mundo para jogar já que cada equipe pode realizar 11 mudanças. (das Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Neymar e Santos, agora em lados opostos

Atacante do Barcelona revê ex-clube no duelo de
hoje, no Camp Nou; a partida acontece às 16h30

Thiago Postigo Silva
Do Diário do Grande ABC

02/08/2013 | 07:00


Neymar. Não tem como a torcida do Santos esquecer este nome, que tem lugar de destaque na história do clube. Foram momentos felizes, com títulos como Paulistas, Copas do Brasil e Libertadores. Mas hoje, às 16h30, os alvinegros terão de se contentar em assistir a Joia com a camisa azul-grená do Barcelona na disputa pelo Troféu Joan Gamper entre as equipes, na estreia do atleta no Camp Nou.

“A vontade é sempre igual. Amanhã (hoje) é um amistoso, mas sinto como se fosse final de Champions (League). Vou reencontrar antigos companheiros, mas estou defendendo o Barcelona, com honra e orgulho”, assegurou o atacante.

Aliás, o confronto acontece somente por causa do jogador. Após extensa novela no primeiro semestre, o Barcelona conseguiu tirar o astro da Vila Belmiro e uma parte do pagamento inclui dois amistosos contra o Peixe – o de hoje e outro em Santos, mas o duelo ainda não foi marcado.

O torneio amistoso será um grande desafio para a equipe brasileira, que enfrentou o rival há quase dois anos, na final do Mundial de Clubes, e não teve noite feliz. Mesmo com Neymar, além de Paulo Henrique Ganso, o Peixe, então comandado por Muricy Ramalho, levou sonora goleada por 4 a 0, além de uma aula de futebol, como o próprio Neymar declarou na época.

Agora, a situação é diferente, ao menos do lado brasileiro. Sem astros, o Santos aposta em outros jovens, como o atacante Neilton, que herdou a camisa 11 de Neymar.

Já o Barça mantém a base de estrelas daquela decisão, além de Neymar, que confirmou comemoração em caso de gol contra o ex-time.

“Vai ser diferente (essa partida). Mas vou jogar como sempre, querendo fazer gol. Já pensei (na comemoração). Tomara que eu marque um gol e comemore muito. Vai ser especial”, frisou a Joia, que prometeu até dancinhas, algo não muito bem visto na Catalunha. “A comemoração é o lugar para extravasar, mas nunca com falta de respeito.”

Será que os santistas vão concordar com o ex-ídolo?

Joia não para de elogiar companheiros

Não faz nem uma semana que está com os atuais companheiros de Barcelona e Neymar já se sente em casa. Apesar de chegar com status de astro, ele parece mais um principiante e não para de elogiar Lionel Messi, Xavi, Iniesta e cia.

Os confetes para os colegas de time também podem ser estratégicos para evitar conclusões de que Neymar iria rivalizar com os companheiros, especialmente com o argentino.

“O meu relacionamento com Messi é maravilhoso. Conversamos todos os dias, nos damos bem. É uma pessoa tranquila. Estar aqui no vestiário, olhar para um lado e ver o Messi, olhar para outro e ver o Iniesta, o Puyol. É a realização de um sonho para mim. Só por estar do lado deles”, destacou o brasileiro.

Segundo a Joia, o clima entre os jogadores é muito tranquilo. “O que mais me impressionou foi o grupo. Eu já sabia que era bom, mas quando cheguei aqui vi que é muito melhor do que eu pensava”, disse.
O jogador ainda falou sobre a questão do excesso de faltas que recebeu no amistoso contra o Lechia, da Polônia, terça-feira. Ele considerou normal e assegurou que vai manter seu estilo de jogo.

“Estou habituado. No Brasil é ainda pior, são coisas que fazem parte do futebol. Vocês não viram a Copa das Confederações? O Brasil ganhou, graças a Deus, deu tudo certo para mim e para os meus colegas, e ainda jogava no Brasil. Vou continuar sendo eu mesmo, foi assim que alcancei esse sonho.”  (das Agências)

Montillo pede que Peixe curta momento especial na Espanha

Um dos mais experientes da equipe, Montillo destacou que o Santos precisa “curtir o momento” de enfrentar o Barcelona. Segundo o argentino não é sempre que a equipe da Vila Belmiro terá esse privilégio.

“Do outro lado estará o melhor do mundo (Messi). Tem o Ney(mar) chegando também. Temos de trabalhar, mas aproveitar. Jogar contra o Barcelona, no Camp Nou, é uma grande oportunidade. É jogar com responsabilidade, mas curtir. Não sabemos quando vamos voltar aqui”, destacou o meia.

O técnico Claudinei Oliveira não soube mensurar a importância do confronto. “Para os meninos, será experiência fantástica. Não dá nem para dimensionar”, disse o treinador.

Para o duelo, ele não deve mandar surpresas a campo. Treinou ontem marcação no ataque para tentar eliminar os espaços do Barça, que abusa do toque de bola.

No entanto, é bem provável que coloque todo mundo para jogar já que cada equipe pode realizar 11 mudanças. (das Agências)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;