Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Para Campos,
Kiko se tornará
deputado pelo PTB

Montagem/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Presidente estadual da sigla nega rótulo de ‘escadinha’ ao ex-prefeito de Rio Grande da Serra, que tentará cadeira na Câmara Federal


Raphael Rocha
Do Diário do Grande ABC

25/07/2013 | 07:00


Presidente do PTB paulista, o deputado estadual Campos Machado garantiu que, se aceitar o convite do partido, o ex-prefeito de Rio Grande da Serra e assessor especial da Prefeitura de Diadema, Adler Kiko Teixeira (PSDB), não terá status de candidato auxiliar a deputado federal. “Ele vem para se eleger pelo PTB.”

Campos minimizou as declarações do deputado federal Arnaldo Faria de Sá (PTB), que, embora tenha elogiado Kiko, avaliou que o atual tucano serviria de ‘escadinha’ para a formação da bancada petebista no Congresso, utilizando jargão político para designar candidaturas com boa votação, mas sem força suficiente para ter êxito nas urnas.

“O meu irmão Arnaldo Faria de Sá se equivocou. O PTB não tem escada. Pode ter sido no passado. Agora é escada rolante, para subir mais rápido”, comparou Campos Machado.

Kiko tem procurado sigla com baixa linha de corte porque, em sua avaliação, seu reduto eleitoral não oferece grande capacidade de votos – a base do tucano é a microrregião Rio Grande da Serra, Ribeirão Pires e Mauá.

Em 2010, o PTB elegeu dois parlamentares federais – Faria de Sá, com 192.336 votos, e Nelson Marquezelli, com 117.634 votos. Mas o que animou o grupo político do tucano foi a baixa votação do primeiro suplente da sigla, que é o vice-prefeito de São Bernardo, Frank Aguiar, com 46.154 adesões. Frank está de saída do PTB para migrar a uma legenda do arco de alianças do PT na esfera estadual.

“Vejo no Kiko grandes condições de ser deputado federal pelo PTB. Tem excelente votação em Rio Grande da Serra, com base em Diadema, apoio do (Clóvis) Volpi (PTB, ex-prefeito de Ribeirão Pires e atual secretário adjunto de Esporte, Lazer e Juventude do Estado) e aliados em São Paulo”, estimou o cacique petebista, que tem plano de eleger de seis a sete deputados federais.

O mandatário estadual afirmou que já entrou em contato com Kiko e reafirmou desejo do partido em ter o assessor especial de Diadema na lista de filiados.

REAVALIAÇÃO

Segundo Kiko, o respaldo recebido por Campos Machado e por Volpi pode fazê-lo repensar no descarte de migração para o PTB. “Há uma reaproximação depois de uma frase infeliz do deputado Arnaldo Faria de Sá”, admitiu.

O tucano lembrou ter bom relacionamento com o presidente estadual do PTB, principalmente por ter o partido como aliado em suas duas gestões. Em seus mandatos, de 2005 a 2012, a petebista Helenice Arruda foi vice.

Kiko também articulou a manutenção do posto com o PTB na construção a campanha de Gabriel Maranhão (PSDB) para sucedê-lo em Rio Grande. Ex-vereadora pelo PSDB, Marilza Oliveira se transferiu para as fileiras petebistas para ser a número 2 da chapa vitoriosa encabeçada por Maranhão em outubro do ano passado.

(Colaborou Rogério Santos)



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;