Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Secretária deixa governo Donisete e reduz espaço de Oswaldo Dias

Mariângela Souza pede exoneração da chefia da Pasta de Administração e alega motivos particulares


Bruno Coelho
Do Diário do Grande ABC

20/07/2013 | 07:00


O grupo político do ex-prefeito de Mauá Oswaldo Dias (PT) está com representatividade reduzida no governo Donisete Braga (PT). Isso porque Mariângela Souza Secchi Pereira pediu exoneração da chefia da Secretaria de Administração e Modernização, alegando motivos particulares. Ela ocupou o cargo de chefe de Gabinete na gestão anterior. O desligamento será publicado segunda-feira no Diário Oficial do município.

Mariângela é figura próxima ao vereador José Luiz Cassimiro (PT), homem-forte na terceira passagem de Oswaldo (2009 a 2012) na Prefeitura, como secretário de Governo. Na gestão passada, além de chefe de Gabinete, ela ficou interinamente frente à Pasta de Assuntos Jurídicos. Com seu afastamento, o ex-prefeito passa a ter apenas um alicerce no Paço, a Secretaria de Educação, sob comando de Lairce Rodrigues Aguiar.

Formada em Direito há oito anos, Mariângela despertou interesse de Donisete para seguir na administração municipal, mas o petista foi comunicado desde o começo do ano sobre a possibilidade de afastamento. “Estou saindo pelo novo desafio de trabalhar na área jurídica. Já comuniquei ao prefeito há 15 dias. É uma saída por motivos pessoais. Vou trabalhar em escritório (particular)”, justifica.

Apesar da proximidade com Oswaldo, Mariângela nega que seja indicação dele para a Pasta de Administração e Modernização durante os últimos seis meses. Ela também alega amizade com Donisete para se desvincular de uma possível ligação do ex-gestor mauaense ao cargo. Ainda não há substituto.

De qualquer forma, Oswaldo não apenas se enfraquece no primeiro escalão, mas em todo Paço. Diferentemente de seu governo, em que ele e Cassimiro tinham mais de 100 afilhados políticos na máquina pública, desta vez o ex-prefeito conta com cerca de 30 comissionados, tendo espaço menor que os secretários Rogério Santana (PT, Serviços Urbanos) e Paulo Eugenio Pereira Júnior (PT, Mobilidade Urbana).



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;