Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Saulo contrata antigo assessor de Volpi

Hilário trabalha em Assuntos Estratégicos e era auxiliar lotado no Gabinete do ex-prefeito de Ribeirão


Cynthia Tavares
Do Diário do Grande ABC

20/07/2013 | 06:53


O prefeito de Ribeirão Pires, Saulo Benevides (PMDB), voltou a contratar pessoas que integraram a administração passada. Robson Hilário era assessor de Gabinete do ex-prefeito Clóvis Volpi (PTB) e voltou a atuar no primeiro andar do Paço municipal.

Hilário foi contratado para atuar na Secretaria de Assuntos Estratégicos, uma das principais da gestão. O novo integrante ocupa função comissionada para ser braço-direito do secretário Carlos Lima (PT) e começou a trabalhar na quinta-feira.

O comandante da Pasta de Governo e Saúde, Koiti Takaki (sem partido), explicou que a escolha de Hilário ocorreu pela qualidade técnica do quadro. “A função dele é ficar atrás das emendas e os convênios. Ele é bem articulado para fazer esses contatos”, afirmou.

O novo assessor é conhecido do atual comandante do Paço. Entre 2009 e 2010, Hilário foi secretário-geral do Legislativo por indicação do então presidente, Edson Savietto, o Banha (PDT), e, por isso, tinha relacionamento próximo aos vereadores, inclusive com Koiti e Saulo.

Após a atribuição na Câmara, Hilário foi convidado por Volpi para atuar na assessoria de Gabinete. Ele ficou no cargo até fevereiro de 2012, quando integrou a linha de frente da campanha majoritária do ex-vice-prefeito Edinaldo de Menezes, o Dedé (PPS), principal adversário de Saulo na eleição.

Koiti alegou que é normal a adesão de integrantes do governo passado na administração peemedebista. “Nós o convidamos justamente porque nosso grupo político precisa crescer.”

Nos bastidores, a contratação foi vista como uma forma de apaziguar os ânimos com Dedé, que estava descontente com a administração. Especula-se que outras pessoas indicadas pelo popular-socialista em cargos de segundo e terceiro escalão também estejam de saída.

Em dezembro do ano passado, o ex-vice-prefeito e Saulo entraram num acordo que culminou na retirada do processo eleitoral, no qual o ex-vice-prefeito pedia cassação do adversário.

A parceria com o PMDB fez Dedé rachar com o grupo político que o apoiou no pleito e que tinha Volpi como capitão. Hilário e outros assessores que atuaram na campanha acabaram ficando ao lado do ex-vice-prefeito.

Hilário é o terceiro nome ligado ao governo passado que foi convidado por Saulo para assumir função comissionada. Dois secretários de Volpi – Paulo de Tarso (Assuntos Estratégicos) e Temístocles Cristofaro (Sephama – Secretaria de Planejamento Urbano, Habitação, Meio Ambiente e Saneamento Básico) – foram mantidos no cargo, mas pediram exoneração.
 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;