Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Sidão relança
licitação e mantém
previsão de aumento

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Processo foi declarado fracassado pela Câmara de S.Caetano; atual prestadora está fora por incapacidade técnica


Gustavo Pinchiaro
Do Diário do Grande ABC

09/07/2013 | 07:00


Após a licitação ser declarada fracassada, o presidente da Câmara de São Caetano, Sidnei Bezerra da Silva, o Sidão (PSB), relançou o polêmico certame para contratação de serviços de TI (Tecnologia da Informação) sem fazer alterações no edital.

A projeção da concorrência é de que o custo do serviço seja aumentado em 30,7%. A inflação variou 6,87% em relação ao ano passado, de acordo com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos).

O serviço atualmente é prestado ao custo de R$ 101 mil mensais – ou R$ 1,212 milhão anual. O edital do pregão prevê preço médio de custo de R$ 132,15 mil por mês – R$ 1.585.374,75 por ano. A concorrência terá a sessão de apresentação de propostas no dia 19, às 10h, no prédio da Câmara.

O edital pede que a contratada crie 12 softwares e instale nos 150 computadores da Casa. A companhia ainda terá de prestar treinamento para capacitar um mesmo número de funcionários a operar os sistemas. Um trabalhador deverá cumprir expediente no prédio do Legislativo para solucionar dúvidas e fazer a manutenção das máquinas durante a vigência do contrato.

Três empresas participaram do certame fracassado. A melhor proposta foi feita pela atual gerenciadora do TI no Legislativo, a Mirasoft, com pagamento anual de R$ 990 mil, ou R$ 82,5 mil mensais. A oferta, no entanto, acabou desclassificada pela Casa, que alegou incapacidade técnica.

A Governa, com a segunda melhor oferta de R$ 1,6 milhão, ou R$ 133,3 mil mensais – representaria aumento de 31,68% –, venceu a disputa. A terceirizada, entretanto, nem chegou a formalizar apresentação por, segundo a Câmara, reconhecer que não teria capacidade de prestar o serviço.

Como a terceira colocada, a RDM, que havia ofertado R$ 1,675 milhão, foi impugnada por representação da Mirasoft, a concorrência foi declarada fracassada.

Sidão organizou outra licitação que registrou aumento de 55% no serviço prestado. Ele contratou a empresa Dannatel para executar manutenção preventiva, corretiva e roteamento no cabeamento da rede de dados e de voz do Legislativo. A companhia, que é a atual prestadora do serviço, vai receber R$ 77,76 mil por ano. A quantia é 55% maior em relação ao contrato anterior, que pagava R$ 50,4 mil anuais.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;