Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 19 de Julho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Protesto no Rio reúne cerca de 40 manifestantes



05/07/2013 | 18:54


Cerca de 40 manifestantes se reuniram nesta sexta-feira na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na zona sul do Rio, para protestar por melhorias na saúde e no transporte e pelo combate à corrupção. O ato foi liderado por funcionários do Hospital Federal de Ipanema, na zona sul. Eles reclamam do que consideram privatização do sistema público de saúde. O governo federal criou uma empresa para administrar os hospitais federais universitários e isso, de acordo com os funcionários do estabelecimento de Ipanema, facilita o desvio de verbas e a corrupção.

"Mas também queremos alertar sobre outros aspectos além da saúde. A obra do metrô está gastando uma fortuna, e poderia ser diferente", reclama o enfermeiro Mauro Cataldi, presidente da Associação dos Servidores do Hospital de Ipanema. Cerca de 20 policiais observam o ato e, até as 18h30, não houve confronto nem prisões.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Protesto no Rio reúne cerca de 40 manifestantes


05/07/2013 | 18:54


Cerca de 40 manifestantes se reuniram nesta sexta-feira na Praça Nossa Senhora da Paz, em Ipanema, na zona sul do Rio, para protestar por melhorias na saúde e no transporte e pelo combate à corrupção. O ato foi liderado por funcionários do Hospital Federal de Ipanema, na zona sul. Eles reclamam do que consideram privatização do sistema público de saúde. O governo federal criou uma empresa para administrar os hospitais federais universitários e isso, de acordo com os funcionários do estabelecimento de Ipanema, facilita o desvio de verbas e a corrupção.

"Mas também queremos alertar sobre outros aspectos além da saúde. A obra do metrô está gastando uma fortuna, e poderia ser diferente", reclama o enfermeiro Mauro Cataldi, presidente da Associação dos Servidores do Hospital de Ipanema. Cerca de 20 policiais observam o ato e, até as 18h30, não houve confronto nem prisões.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;