Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Mesmo com hora
marcada, INSS
demora a atender

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Usuários que marcam horário esperam até duas horas na agência de Santo André


Yara Ferraz
Especial para o Diário

24/06/2013 | 07:05


A necessidade de agendar procedimentos pelo telefone 135 não refrescou muito a situação para os usuários da unidade da Previdência Social de Santo André, que continuam tendo de esperar horas pelo atendimento. A equipe do Diário visitou a agência na semana passada e verificou que o horário do agendamento não era respeitado. A espera chega a ser de até duas horas.

É o caso de uma segurada que preferiu não se identificar. Ela solicitou por telefone uma data e horário para dar entrada na aposentadoria. Estava marcado para as 8h, mas ela foi atendida só por volta das 10h. “Eu cheguei com uma hora de antecedência e só estou saindo agora”, declarou. Outro segurado afirmou que, apesar da demora, o agendamento ainda é a melhor forma de ser atendido. “Se você não liga, a espera pode ser bem maior”, disse.

Em relação aos agendamentos por telefone, a assessoria de comunicação do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) disse que há períodos de maior demanda, mas isso não acontece o tempo todo. A orientação é que os segurados procurem ligar para o 135, entre o horário das 18h à 22h.

A triagem demorava em torno de 20 minutos e há uma fila para quem marcou hora e outra para a triagem e o direcionamento da demanda. Os usuários que solicitavam informações já eram orientados pelo próprio funcionário da fila. Trabalhavam na agência durante a visita da equipe do Diário sete funcionários no atendimento e três na perícia.

Apesar das reclamações da demora na unidade de Santo André, não havia nenhum usuário de pé. Os assentos do local também estavam conservados.

INFRAESTRUTURA

Os usuários encontram na agência dois computadores para o agendamento de algum procedimento e esclarecimento de dúvidas. Também há senha e sala de espera separadas para a perícia médica.

Na entrada também há um aviso sobre os procedimentos que precisam ser marcados pelo telefone, dúvida de muitos usuários. Entre eles estão a carga para advogado constituído, devolução de carga de processo, devolução de documentos ao segurado, solicitação de cópia de processo de benefício e vistas do mesmo tipo de processo.

A agência é a única da região que possui suporte com álcool em gel na recepção. O atendente na triagem também informava que há uma assistente social no local, que conversa com quem solicita benefícios assistenciais da Loas (Lei Orgânica da Assistência Social).

O banheiro poderia ser melhor. Faltam sabonetes e espelhos. De acordo com a agência do INSS, o abastecimento dos produtos de higiene pessoal nos banheiros é feito diariamente, mas há ocorrência frequente de furtos desses itens. Em relação aos espelhos, tampas de sanitário e suportes de sabonete, a informação foi que o local costuma sofrer ação de vandalismo.

ACESSIBILIDADE

Os deficientes físicos têm acesso fácil à agência, que possui piso baixo, apesar de a entrada ser por uma porta diferente, já que a principal é estreita. Há também banheiros e bebedouros adaptados para esse público.

Porém, não era visível a presença de cadeiras de rodas. A informação é que elas ficam nas dependências internas, para uso nos momentos de necessidade de locomoção de pessoas idosas ou com deficiência. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Mesmo com hora
marcada, INSS
demora a atender

Usuários que marcam horário esperam até duas horas na agência de Santo André

Yara Ferraz
Especial para o Diário

24/06/2013 | 07:05


A necessidade de agendar procedimentos pelo telefone 135 não refrescou muito a situação para os usuários da unidade da Previdência Social de Santo André, que continuam tendo de esperar horas pelo atendimento. A equipe do Diário visitou a agência na semana passada e verificou que o horário do agendamento não era respeitado. A espera chega a ser de até duas horas.

É o caso de uma segurada que preferiu não se identificar. Ela solicitou por telefone uma data e horário para dar entrada na aposentadoria. Estava marcado para as 8h, mas ela foi atendida só por volta das 10h. “Eu cheguei com uma hora de antecedência e só estou saindo agora”, declarou. Outro segurado afirmou que, apesar da demora, o agendamento ainda é a melhor forma de ser atendido. “Se você não liga, a espera pode ser bem maior”, disse.

Em relação aos agendamentos por telefone, a assessoria de comunicação do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) disse que há períodos de maior demanda, mas isso não acontece o tempo todo. A orientação é que os segurados procurem ligar para o 135, entre o horário das 18h à 22h.

A triagem demorava em torno de 20 minutos e há uma fila para quem marcou hora e outra para a triagem e o direcionamento da demanda. Os usuários que solicitavam informações já eram orientados pelo próprio funcionário da fila. Trabalhavam na agência durante a visita da equipe do Diário sete funcionários no atendimento e três na perícia.

Apesar das reclamações da demora na unidade de Santo André, não havia nenhum usuário de pé. Os assentos do local também estavam conservados.

INFRAESTRUTURA

Os usuários encontram na agência dois computadores para o agendamento de algum procedimento e esclarecimento de dúvidas. Também há senha e sala de espera separadas para a perícia médica.

Na entrada também há um aviso sobre os procedimentos que precisam ser marcados pelo telefone, dúvida de muitos usuários. Entre eles estão a carga para advogado constituído, devolução de carga de processo, devolução de documentos ao segurado, solicitação de cópia de processo de benefício e vistas do mesmo tipo de processo.

A agência é a única da região que possui suporte com álcool em gel na recepção. O atendente na triagem também informava que há uma assistente social no local, que conversa com quem solicita benefícios assistenciais da Loas (Lei Orgânica da Assistência Social).

O banheiro poderia ser melhor. Faltam sabonetes e espelhos. De acordo com a agência do INSS, o abastecimento dos produtos de higiene pessoal nos banheiros é feito diariamente, mas há ocorrência frequente de furtos desses itens. Em relação aos espelhos, tampas de sanitário e suportes de sabonete, a informação foi que o local costuma sofrer ação de vandalismo.

ACESSIBILIDADE

Os deficientes físicos têm acesso fácil à agência, que possui piso baixo, apesar de a entrada ser por uma porta diferente, já que a principal é estreita. Há também banheiros e bebedouros adaptados para esse público.

Porém, não era visível a presença de cadeiras de rodas. A informação é que elas ficam nas dependências internas, para uso nos momentos de necessidade de locomoção de pessoas idosas ou com deficiência. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;