Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Bilhete Único fará 350
mil viagens por mês

Claudinei Plaza/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Estimativa inicial é que cartão atenda a
7% de toda a demanda de Santo André


Fábio Munhoz
Do Diário Grande ABC

08/06/2013 | 07:00


O Bilhete Único Andreense, apresentado ontem pelo prefeito Carlos Grana (PT), deverá ser usado, inicialmente, em 350 mil viagens por mês. Isso equivale a cerca de 7% do total de passageiros do sistema municipal de transporte de Santo André. O cartão eletrônico começará a ser aceito nas catracas a partir de segunda-feira.

O petista avalia que a demanda irá crescer conforme a população for se acostumando com o sistema. “Serão feitos diversos ajustes ainda neste ano, mas, no primeiro momento, ainda não estão previstas alterações em linhas.”

O secretário de Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra, informa que a SATrans – gestora do transporte municipal – irá contratar empresa para fazer pesquisa de origem e destino na cidade. Os resultados desse estudo irão apontar a necessidade de modificações nos 48 itinerários, que hoje são feitos por 404 veículos. A previsão é de que as primeiras mudanças comecem a entrar em prática no começo do ano que vem.

“A tendência é criarmos linhas circulares e acabarmos com as que cruzam a cidade como um todo. Como a integração será gratuita, não será mais necessária a existência de itinerários tão longos”, comenta Paulinho. Outro objetivo da Pasta é diminuir a sobreposição de trajetos. “Temos 380 ônibus municipais que vão para o Centro todos os dias, sendo o dobro disso de linhas intermunicipais. Isso representa cerca de 800 coletivos que vão para a região central diariamente. Não tem como falar de mobilidade se não mudarmos isso.”

O cadastramento de usuários do Bilhete Único começa na segunda-feira. Pessoas enquadradas na categoria especial, como idosos e deficientes, devem fazer o requerimento no saguão do Teatro Municipal, no Centro, de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h. Para passageiros comuns – sem nenhum tipo de benefício – a adesão deve ser feita na Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André), cuja sede fica no estacionamento do Grand Plaza Shopping, na Avenida Industrial. O posto funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Para estudantes, o cadastramento será feito em agosto. No caso de vale-transporte, os cartões serão enviados para as empresas, que devem fazer a redistribuição aos funcionários.

COMO FUNCIONA

Com o Bilhete Único, o passageiro poderá fazer até três viagens em ônibus municipais com o pagamento de apenas uma passagem. O período de integração gratuita será de uma hora e meia em dias úteis e duas horas aos fins de semana e feriados. Para que a conexão seja feita sem custos adicionais, todos os coletivos utilizados precisam estar no mesmo sentido. Ou seja, se o passageiro embarcar no Terminal da Vila Luzita em direção ao Centro e no meio do caminho subir em coletivo sentido bairro, será debitada outra passagem, mesmo que o segundo embarque seja feito dentro do período determinado.

Inicialmente, o único ponto de recarga será na Aesa. A Prefeitura pretende criar, em breve, outros postos pela cidade. Não haverá carga máxima. No entanto, será necessário carregar valor mínimo correspondente a cinco passagens.

Urban Pass será aceito até o fim do ano, garante diretor da SATrans

Mesmo com a implantação gradual do Bilhete Único a partir de segunda-feira, o Urban Pass – tíquete eletrônico vigente – continuará sendo aceito até o fim do ano. A garantia foi dada pelo diretor da SATrans, Leandro Petrin. “A ideia é que continue valendo até que todos os cartões tenham sido trocados, para não causar nenhum prejuízo e transtorno aos usuários”, explica.

Durante o período de transição, diz Petrin, também será possível fazer conexões gratuitas com o Urban Pass. Usuários do antigo cartão beneficiados com algum tipo de gratuidade serão chamados para as trocas gradativamente, conforme o mês de aniversário.

Passageiros do Bilhete Único Especial, como idosos e deficientes, ou estudantes terão de cadastrar a impressão digital. A biometria evitará que demais pessoas utilizem a gratuidade ou a meia passagem de forma indevida. “A diminuição de fraudes melhora o sistema como um todo”, comenta Petrin. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Bilhete Único fará 350
mil viagens por mês

Estimativa inicial é que cartão atenda a
7% de toda a demanda de Santo André

Fábio Munhoz
Do Diário Grande ABC

08/06/2013 | 07:00


O Bilhete Único Andreense, apresentado ontem pelo prefeito Carlos Grana (PT), deverá ser usado, inicialmente, em 350 mil viagens por mês. Isso equivale a cerca de 7% do total de passageiros do sistema municipal de transporte de Santo André. O cartão eletrônico começará a ser aceito nas catracas a partir de segunda-feira.

O petista avalia que a demanda irá crescer conforme a população for se acostumando com o sistema. “Serão feitos diversos ajustes ainda neste ano, mas, no primeiro momento, ainda não estão previstas alterações em linhas.”

O secretário de Obras e Serviços Públicos, Paulinho Serra, informa que a SATrans – gestora do transporte municipal – irá contratar empresa para fazer pesquisa de origem e destino na cidade. Os resultados desse estudo irão apontar a necessidade de modificações nos 48 itinerários, que hoje são feitos por 404 veículos. A previsão é de que as primeiras mudanças comecem a entrar em prática no começo do ano que vem.

“A tendência é criarmos linhas circulares e acabarmos com as que cruzam a cidade como um todo. Como a integração será gratuita, não será mais necessária a existência de itinerários tão longos”, comenta Paulinho. Outro objetivo da Pasta é diminuir a sobreposição de trajetos. “Temos 380 ônibus municipais que vão para o Centro todos os dias, sendo o dobro disso de linhas intermunicipais. Isso representa cerca de 800 coletivos que vão para a região central diariamente. Não tem como falar de mobilidade se não mudarmos isso.”

O cadastramento de usuários do Bilhete Único começa na segunda-feira. Pessoas enquadradas na categoria especial, como idosos e deficientes, devem fazer o requerimento no saguão do Teatro Municipal, no Centro, de segunda a sexta-feira, entre 8h e 17h. Para passageiros comuns – sem nenhum tipo de benefício – a adesão deve ser feita na Aesa (Associação das Empresas do Sistema de Transporte de Santo André), cuja sede fica no estacionamento do Grand Plaza Shopping, na Avenida Industrial. O posto funciona de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

Para estudantes, o cadastramento será feito em agosto. No caso de vale-transporte, os cartões serão enviados para as empresas, que devem fazer a redistribuição aos funcionários.

COMO FUNCIONA

Com o Bilhete Único, o passageiro poderá fazer até três viagens em ônibus municipais com o pagamento de apenas uma passagem. O período de integração gratuita será de uma hora e meia em dias úteis e duas horas aos fins de semana e feriados. Para que a conexão seja feita sem custos adicionais, todos os coletivos utilizados precisam estar no mesmo sentido. Ou seja, se o passageiro embarcar no Terminal da Vila Luzita em direção ao Centro e no meio do caminho subir em coletivo sentido bairro, será debitada outra passagem, mesmo que o segundo embarque seja feito dentro do período determinado.

Inicialmente, o único ponto de recarga será na Aesa. A Prefeitura pretende criar, em breve, outros postos pela cidade. Não haverá carga máxima. No entanto, será necessário carregar valor mínimo correspondente a cinco passagens.

Urban Pass será aceito até o fim do ano, garante diretor da SATrans

Mesmo com a implantação gradual do Bilhete Único a partir de segunda-feira, o Urban Pass – tíquete eletrônico vigente – continuará sendo aceito até o fim do ano. A garantia foi dada pelo diretor da SATrans, Leandro Petrin. “A ideia é que continue valendo até que todos os cartões tenham sido trocados, para não causar nenhum prejuízo e transtorno aos usuários”, explica.

Durante o período de transição, diz Petrin, também será possível fazer conexões gratuitas com o Urban Pass. Usuários do antigo cartão beneficiados com algum tipo de gratuidade serão chamados para as trocas gradativamente, conforme o mês de aniversário.

Passageiros do Bilhete Único Especial, como idosos e deficientes, ou estudantes terão de cadastrar a impressão digital. A biometria evitará que demais pessoas utilizem a gratuidade ou a meia passagem de forma indevida. “A diminuição de fraudes melhora o sistema como um todo”, comenta Petrin. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;