Fechar
Publicidade

Sábado, 19 de Janeiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

S.Caetano promove concurso literário

Participantes concorrem a prêmio de R$ 3.000 e ajudam a deixar cidade acessível


Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

15/05/2013 | 07:00


Moradores de São Caetano a partir dos 12 anos e com qualquer tipo de deficiência podem soltar a criatividade em prosa ou verso no concurso literário Compartilhando Cidadania, da Secretaria das Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida. Além da premiação de até R$ 3.000 para o primeiro colocado, a meta é incentivar o cadastramento de pessoas com deficiência na Pasta, que desenvolve políticas públicas voltadas a essa parcela da população.

Com o tema Nossa Cidade Mais Inclusiva, a secretaria pretende ainda melhorar a acessibilidade do município por meio da participação popular, com sugestões do que deve ser feito para incluir o deficiente na sociedade e garantir seu direito de ir e vir. "Esperamos aproveitar muitas das indicações dos moradores em seus textos para tornar São Caetano uma cidade mais acessível para todos", garantiu o secretário, Thiago Tortorello.

O município tem hoje 1.700 cadastrados na Pasta. Conforme o secretário, a estimativa é que haja mais pessoas com deficiência na cidade. "Se levarmos em conta que, no Brasil, em média 15% da população tem algum tipo de deficiência física ou mental, nosso número está subestimado."

Os textos devem ser entregues na sede da secretaria, localizada dentro do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro), até as 17h do dia 28 de junho. Será preenchida ficha com os dados do participante. Caso tenha menos de 18 anos, o interessado deve estar acompanhado pelos pais ou responsáveis no momento da entrega do texto.

As redações devem ter, no máximo, três laudas, com fonte Arial tamanho 12, com espaçamento simples. Textos manuscritos não podem exceder 1.500 palavras. Outras informações poderão ser obtidas no edital do concurso, que está disponível na sede da secretaria e no site www.saocaetanodosul.sp.gov.br, também com versão em Libras (Língua Brasileira de Sinais), na seção Editais e Licitações.

PARA TODOS

Para garantir a participação de todos os interessados, independentemente da deficiência, na secretaria, cegos poderão acessar o edital em Braile e ditar seus textos a funcionários. Há ainda três intérpretes de Libras para garantir a participação de portadores de deficiência auditiva no concurso.

"Além do texto e das informações pessoais, caso o participante não esteja cadastrado, precisa apresentar laudo médico que ateste a deficiência, com validade de 12 meses", destaca Tortorello.

PREMIAÇÃO

Por meio de parcerias com a iniciativa privada, a premiação em dinheiro se estende até o sexto colocado, e os 20 primeiros lugares receberão a medalha Denize Perrella Momezzo, em homenagem à professora que deu aulas na Escola Municipal Anne Sulivan, voltada para pessoas com deficiência.

O primeiro colocado será conhecido em cerimônia prevista para o dia 26 de agosto, às 20h, no Plenário dos Autonomistas da Câmara Municipal de São Caetano do Sul, situado na Avenida Goiás, 600, bairro Santo Antônio.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

S.Caetano promove concurso literário

Participantes concorrem a prêmio de R$ 3.000 e ajudam a deixar cidade acessível

Camila Galvez
Do Diário do Grande ABC

15/05/2013 | 07:00


Moradores de São Caetano a partir dos 12 anos e com qualquer tipo de deficiência podem soltar a criatividade em prosa ou verso no concurso literário Compartilhando Cidadania, da Secretaria das Pessoas com Deficiência ou Mobilidade Reduzida. Além da premiação de até R$ 3.000 para o primeiro colocado, a meta é incentivar o cadastramento de pessoas com deficiência na Pasta, que desenvolve políticas públicas voltadas a essa parcela da população.

Com o tema Nossa Cidade Mais Inclusiva, a secretaria pretende ainda melhorar a acessibilidade do município por meio da participação popular, com sugestões do que deve ser feito para incluir o deficiente na sociedade e garantir seu direito de ir e vir. "Esperamos aproveitar muitas das indicações dos moradores em seus textos para tornar São Caetano uma cidade mais acessível para todos", garantiu o secretário, Thiago Tortorello.

O município tem hoje 1.700 cadastrados na Pasta. Conforme o secretário, a estimativa é que haja mais pessoas com deficiência na cidade. "Se levarmos em conta que, no Brasil, em média 15% da população tem algum tipo de deficiência física ou mental, nosso número está subestimado."

Os textos devem ser entregues na sede da secretaria, localizada dentro do Atende Fácil (Rua Major Carlo Del Prete, 651, Centro), até as 17h do dia 28 de junho. Será preenchida ficha com os dados do participante. Caso tenha menos de 18 anos, o interessado deve estar acompanhado pelos pais ou responsáveis no momento da entrega do texto.

As redações devem ter, no máximo, três laudas, com fonte Arial tamanho 12, com espaçamento simples. Textos manuscritos não podem exceder 1.500 palavras. Outras informações poderão ser obtidas no edital do concurso, que está disponível na sede da secretaria e no site www.saocaetanodosul.sp.gov.br, também com versão em Libras (Língua Brasileira de Sinais), na seção Editais e Licitações.

PARA TODOS

Para garantir a participação de todos os interessados, independentemente da deficiência, na secretaria, cegos poderão acessar o edital em Braile e ditar seus textos a funcionários. Há ainda três intérpretes de Libras para garantir a participação de portadores de deficiência auditiva no concurso.

"Além do texto e das informações pessoais, caso o participante não esteja cadastrado, precisa apresentar laudo médico que ateste a deficiência, com validade de 12 meses", destaca Tortorello.

PREMIAÇÃO

Por meio de parcerias com a iniciativa privada, a premiação em dinheiro se estende até o sexto colocado, e os 20 primeiros lugares receberão a medalha Denize Perrella Momezzo, em homenagem à professora que deu aulas na Escola Municipal Anne Sulivan, voltada para pessoas com deficiência.

O primeiro colocado será conhecido em cerimônia prevista para o dia 26 de agosto, às 20h, no Plenário dos Autonomistas da Câmara Municipal de São Caetano do Sul, situado na Avenida Goiás, 600, bairro Santo Antônio.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;