Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Segundo sábado de reposição tem 'cardápio' mais variado


William Cardoso
Do Diário do Grande ABC

30/08/2009 | 07:00


O segundo sábado de reposição de aulas no Grande ABC teve um cardápio mais variado do que a ‘estréia', na semana passada. A pipoca cedeu lugar ontem à mesa com minibolos, sucos e maçãs para todos os alunos da EE Professor Nicolau Moraes Barros (Premen), na Vila América, em Santo André.

A aulas extras, durante os sábados, foram provocadas pela suspensão das atividades no período crítico da gripe suína, no começo de agosto. O início do segundo semestre letivo foi adiado em duas semanas, tendo o recomeço no último dia 17. A mudança causou transtornos a alguns colégios públicos do Grande ABC.

No fim de semana passado, a escola estadual da Vila América foi flagrada oferecendo pipoca às crianças, por falta de um lanche mais nutritivo nas prateleiras da despensa. Representantes da unidade alegam ter ocorrido na ocasião problemas na entrega de produtos mais substanciosos, que seriam bebida láctea com sabor de morango e biscoito.

As coisas mudaram radicalmente ontem, com uma merenda reforçada, sem pipoca para a garotada. Precavida, a escola conseguiu se organizar de forma mais adequada e forneceu o minibolo, o suco e a maçã.

O comparecimento às aulas de reposição ainda não é dos melhores. Somente a metade dos pouco mais de 900 alunos esteve presente ontem no colégio.

A problema poderia ser maior, caso não houvesse um entendimento entre os pais e o responsável pelo transporte das crianças e adolescentes, que teve que se adaptar ao novo calendário de reposição. São 13 microônibus funcionando plenamente.

O transporte escolar durante o fim de semana tem sido motivo de transtornos para os pais em outras unidades educacionais.

APEOESP - Segundo Paulo Neves, diretor da Apeoesp (Sindicato dos Professores do Ensino Oficial do Estado de São Paulo), a falta de merenda é um problema recorrente nas unidades escolares.

Neves afirma ainda que a Apeoesp é a favor da reposição do conteúdo e não das horas de aula. "Com a flexibilização, o professor pode fazer várias atividades auxiliares, como lição de casa, por exemplo", afirma. Ele explica que cada escola precisa determinar procedimentos e consultar o conselho para ver quais diretrizes deve tomar.

Outro ponto importante é o pagamento da hora extra para o professor.

(colaborou Vivian Costa)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;