Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 24 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

'Jamais esperei que meu filho fizesse isso'


Rodrigo Cipriano
Do Diário do Grande ABC

10/09/2007 | 07:01


Um dia após espancar Dolmiro Moreira Trindade, 80 anos, na quinta-feira passada, Eduardo Santana, 23, foi internado em uma clínica psiquiátrica em São Bernardo. O aposentado de Diadema morreu no sábado no hospital.

Emocionado, Devanir Dionísio, 50 anos, pai do acusado pelo crime que chocou a comunidade do Jardim Campanário, falou neste domingo ao Diário. Ele contou que aos 17 anos, o agressor teve diagnosticado um quadro de esquizofrenia paranóide.

Santana precisa de medicamentos para controlar a doença, mas se recusa a tomá-los. Essa é a quarta internação à qual é submetido por conta do distúrbio. Todas foram motivadas por casos de agressão.

Os episódios anteriores tiveram como vítimas o pai, a mãe e a irmã mais nova. O caso envolvendo o aposentado teria sido o primeiro fora dos limites da casa da família. “Jamais esperei que meu filho fizesse isso”, disse o pai de Santana, sargento reformado da Polícia Militar.

Santana responde em liberdade ao processo devido à doença. A previsão é de que a internação dure 30 dias.

Envenenamento - No sábado, ao saber da morte do aposentado (Dolmiro ficou três dias internado), Dionísio foi visitar o filho na clínica. “Eu queria falar para ele o que tinha acontecido.” O rapaz estava sedado e dizia não ser o responsável pelo homicídio. Para ele, Dolmiro morreu por envenenamento no hospital.

"Na delegacia, quando foi preso, ele me pedia para tirá-lo de lá, dizendo que é uma criança”, contou Dionísio. Na manhã em que cometeu o crime, Santana saiu cedo de casa sem dizer para onde ia.

"A gente não conseguia segurá-lo. Ele ficava violento. Tentamos interná-lo várias vezes, mas só conseguíamos vaga quando ele agredia alguém”, disse o pai.

Santana justificou as agressões ao aposentado alegando que Dolmiro havia olhado feio para ele. Um dos sintomas da esquizofrenia é a alucinação. Ele acreditava estar sempre sendo perseguido.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;