Fechar
Publicidade

Sábado, 17 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Vietnã, Laos e Camboja recebem U$ 30 milhões contra gripe do frango


Da AFP

29/11/2005 | 09:55


O Banco de Desenvolvimento Asiático (BAD) doará U$ 30 milhões ao Vietnã, Laos e Camboja para a luta contra a expansão do vírus da gripe aviária, informou nesta terça-feira o banco em comunicado emitido a partir de sua sede na capital filipina.

O Vietnã é o país que tem o maior número de casos humanos de gripe aviária desde a aparição da epizootia entre as aves.

As autoridades de saúde do país já advertiram que se acontecer uma pandemia, é possível que esta comece no sudeste asiático, onde o vírus H5N1 já matou, ou provocou o sacrifício, de milhões de aves.

"O projeto tem como objetivo conter a expansão da doença a nível local e, ao mesmo tempo, reduzir outras doenças endêmicas na região", declarou Vincent de Wit, um especialista em saúde do BAD.

A doação ajudará aos três países a desenvolver sistemas de vigilância e reposta, além de aumentar seus meios para cumprir as regras internacionais em matéria de Saúde da Organização Mundial de Saúde.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Vietnã, Laos e Camboja recebem U$ 30 milhões contra gripe do frango

Da AFP

29/11/2005 | 09:55


O Banco de Desenvolvimento Asiático (BAD) doará U$ 30 milhões ao Vietnã, Laos e Camboja para a luta contra a expansão do vírus da gripe aviária, informou nesta terça-feira o banco em comunicado emitido a partir de sua sede na capital filipina.

O Vietnã é o país que tem o maior número de casos humanos de gripe aviária desde a aparição da epizootia entre as aves.

As autoridades de saúde do país já advertiram que se acontecer uma pandemia, é possível que esta comece no sudeste asiático, onde o vírus H5N1 já matou, ou provocou o sacrifício, de milhões de aves.

"O projeto tem como objetivo conter a expansão da doença a nível local e, ao mesmo tempo, reduzir outras doenças endêmicas na região", declarou Vincent de Wit, um especialista em saúde do BAD.

A doação ajudará aos três países a desenvolver sistemas de vigilância e reposta, além de aumentar seus meios para cumprir as regras internacionais em matéria de Saúde da Organização Mundial de Saúde.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;