Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Fiat inicia teste para importar modelos Palio da China



11/03/2006 | 08:30


A Fiat do Brasil iniciou, nas últimas semanas, testes com o modelo Palio fabricado na China para futura importação destinada a países da América Latina. A filial brasileira, responsável pelo abastecimento desse produto na região, pode perder contratos para a fábrica chinesa, que tem preços mais baixos. Testes para adaptação ao solo, combustível e componentes como suspensão estão sendo feitos para um único país da região, hoje cliente do Brasil. O presidente do Grupo Fiat, Cledorvino Belini, teme que, atraídos por baixos custos, vários países troquem de fornecedor.

"Corremos esse grande risco", afirma o executivo. O teste do Palio chinês é uma antecipação de estratégia caso a Fiat do Brasil tenha de se responsabilizar pela distribuição e assistência técnica do produto.

O fortalecimento do real frente ao dólar e custos elevados de produção reduzem a competitividade do carro nacional. Em 2005, a Fiat exportou 100 mil unidades, volume que este ano deve baixar para 70 mil, ou menos que isso, diz Belini. "Já aumentamos nossos preços no ano passado e agora em março faremos outro reajuste." Nos últimos 15 meses, os preços dos carros vendidos para o mercado internacional aumentaram de 26% a 30%.

O mercado brasileiro, por enquanto, não está cotado para comprar modelos da China por causa de barreiras alfandegárias como a alíquota de importação de 35% para países fora do Mercosul. Mas em países como Chile a alíquota é de 6% e o custo menor pode compensar gastos com transporte e logística.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Fiat inicia teste para importar modelos Palio da China


11/03/2006 | 08:30


A Fiat do Brasil iniciou, nas últimas semanas, testes com o modelo Palio fabricado na China para futura importação destinada a países da América Latina. A filial brasileira, responsável pelo abastecimento desse produto na região, pode perder contratos para a fábrica chinesa, que tem preços mais baixos. Testes para adaptação ao solo, combustível e componentes como suspensão estão sendo feitos para um único país da região, hoje cliente do Brasil. O presidente do Grupo Fiat, Cledorvino Belini, teme que, atraídos por baixos custos, vários países troquem de fornecedor.

"Corremos esse grande risco", afirma o executivo. O teste do Palio chinês é uma antecipação de estratégia caso a Fiat do Brasil tenha de se responsabilizar pela distribuição e assistência técnica do produto.

O fortalecimento do real frente ao dólar e custos elevados de produção reduzem a competitividade do carro nacional. Em 2005, a Fiat exportou 100 mil unidades, volume que este ano deve baixar para 70 mil, ou menos que isso, diz Belini. "Já aumentamos nossos preços no ano passado e agora em março faremos outro reajuste." Nos últimos 15 meses, os preços dos carros vendidos para o mercado internacional aumentaram de 26% a 30%.

O mercado brasileiro, por enquanto, não está cotado para comprar modelos da China por causa de barreiras alfandegárias como a alíquota de importação de 35% para países fora do Mercosul. Mas em países como Chile a alíquota é de 6% e o custo menor pode compensar gastos com transporte e logística.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;