Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Verdão testa os próprios limites no Palestra Itália

Da AE Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Raphael Ramos
Do Diário do Grande ABC

18/04/2009 | 07:00


Chegou a hora da verdade. Depois de um início de Campeonato Paulista tranquilo, em que o Palmeiras controlou sem muita dificuldade a liderança isolada da competição, a equipe precisa vencer o Santos, às 18h10, no Palestra Itália, para seguir no Estadual.

Se não conseguir triunfar por uma vantagem mínima e, assim, reverter a derrota por 2 a 1 no primeiro jogo das semifinais na Vila Belmiro, o Verdão dá adeus ao Paulistão e passa a focar exclusivamente a Copa Libertadores. O problema é que na competição continental a equipe vive situação delicada e ocupa apenas a terceira colocação do Grupo 1.

"Poder ser eliminado após liderar todo o campeonato deixa todo mundo preocupado", admitiu o goleiro Marcos.

A principal aposta do Palmeiras para chegar à segunda final seguida está no atacante Keirrison (veja ao lado), que participou de 21 dos 26 jogos do Verdão na temporada e fez 19 gols, média de 0,90 por partida. É uma das melhores marcas da história do clube, chegando perto de Humberto Tozzi, que terminou a carreira com média de 0,93 gols por confronto - nas décadas de 1950 e 1960, ele marcou 126 gols em 135 partidas.

Hoje, o desafio de Keirrison e cia. é furar o esquema defensivo do Peixe, que ganhou força desde a chegada do técnico Vágner Mancini. O goleiro Fábio Costa e os zagueiros Fabão e Fabiano Eller, inclusive, viraram referência no time.

"A equipe do Palmeiras tem muita qualidade. Eles têm atacantes bons. O Keirrison é um artilheiro, que vem fazendo muitos gols e temos de tomar cuidado com isso. O que também não quer dizer que vamos jogar somente recuados, segurando o Palmeiras. Temos de atacar também e não deixá-los o tempo inteiro nos pressionando", analisou Fabiano Eller.

O zagueiro, inclusive, destacou o crescimento do Peixe no Campeonato Paulista. A equipe, que por várias rodadas ficou fora do G-4 (grupo dos quatro melhores que passaram às semifinais), reverteu a vantagem do Palmeiras e joga pelo empate.

"Foi no momento certo que nosso time cresceu, na reta final. Estamos jogando bem, mostrando garra e correndo em campo. O que posso prometer é dedicação, empenho e luta", afirmou. (Com Agências)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;