Fechar
Publicidade

Domingo, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Produçao de veículos cai 0,18% em maio


Do Diário do Grande ABC

08/06/1999 | 10:50


A produçao de veículos, no mês passado, foi quase igual à de abril, num total de 114.615 unidades, representando uma retraçao de 0,18%. Mas, no acumulado do ano, o ritmo ainda é bem menor do que o de 1998: foram fabricados no Brasil 519.520 veículos, uma queda de 28,76%, em comparaçao com o mesmo período do ano passado. As informaçoes sao da Associaçao Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A venda de veículos sofreu uma queda de 8,35% no mercado interno, totalizando 114.618 unidades. Na comparaçao com maio do ano passado, o desempenho foi 25,84% inferior. No acumulado do ano, a venda de 518.527 unidades representou queda de 23,32%.

A indústria automobilística nao deverá alcançar o bom desempenho nas exportaçoes que havia planejado, apesar da desvalorizaçao cambial. O faturamento com vendas externas, que foi de US$ 1,134 bilhao, representa uma queda de 67,68%, na comparaçao com o desempenho das exportaçoes de janeiro a maio de 1998.

Apesar do empenho do governo em estimular a venda de veículos a álcool, a participaçao destes motores na montagem dos veículos em maio ficou estabilizada na comparaçao com abril, somando 0,4% dos automóveis vendidos. Isto representa apenas 397 carros.

A participaçao do popular ainda é elevada no mercado brasileiro. Os automóveis com motorizaçao de até 1000 cc representaram, no mês passado, 70,3% das vendas. Como parte do acordo emergencial, a indústria nao está demitindo. Por isso, o nível de emprego, em maio, ficou estabilizado.

Agricultura - O ritmo da indústria de máquinas agrícolas, no mês passado, melhorou em relaçao a abril. Foram produzidos 3.083 tratores, colheitadeiras e outras máquinas, o que representou um aumento de 8,86%, na comparaçao com abril. A venda de 2.301 unidades, no entanto, representou uma queda de 4,09% em relaçao ao mês anterior. Também as exportaçoes do setor registram, de janeiro a maio, uma queda de volume de 67,68% e de 47,09% em faturamento. O setor exportou o equivalente a US$ 179,7 milhoes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Produçao de veículos cai 0,18% em maio

Do Diário do Grande ABC

08/06/1999 | 10:50


A produçao de veículos, no mês passado, foi quase igual à de abril, num total de 114.615 unidades, representando uma retraçao de 0,18%. Mas, no acumulado do ano, o ritmo ainda é bem menor do que o de 1998: foram fabricados no Brasil 519.520 veículos, uma queda de 28,76%, em comparaçao com o mesmo período do ano passado. As informaçoes sao da Associaçao Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

A venda de veículos sofreu uma queda de 8,35% no mercado interno, totalizando 114.618 unidades. Na comparaçao com maio do ano passado, o desempenho foi 25,84% inferior. No acumulado do ano, a venda de 518.527 unidades representou queda de 23,32%.

A indústria automobilística nao deverá alcançar o bom desempenho nas exportaçoes que havia planejado, apesar da desvalorizaçao cambial. O faturamento com vendas externas, que foi de US$ 1,134 bilhao, representa uma queda de 67,68%, na comparaçao com o desempenho das exportaçoes de janeiro a maio de 1998.

Apesar do empenho do governo em estimular a venda de veículos a álcool, a participaçao destes motores na montagem dos veículos em maio ficou estabilizada na comparaçao com abril, somando 0,4% dos automóveis vendidos. Isto representa apenas 397 carros.

A participaçao do popular ainda é elevada no mercado brasileiro. Os automóveis com motorizaçao de até 1000 cc representaram, no mês passado, 70,3% das vendas. Como parte do acordo emergencial, a indústria nao está demitindo. Por isso, o nível de emprego, em maio, ficou estabilizado.

Agricultura - O ritmo da indústria de máquinas agrícolas, no mês passado, melhorou em relaçao a abril. Foram produzidos 3.083 tratores, colheitadeiras e outras máquinas, o que representou um aumento de 8,86%, na comparaçao com abril. A venda de 2.301 unidades, no entanto, representou uma queda de 4,09% em relaçao ao mês anterior. Também as exportaçoes do setor registram, de janeiro a maio, uma queda de volume de 67,68% e de 47,09% em faturamento. O setor exportou o equivalente a US$ 179,7 milhoes.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;