Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

O ‘jobrotation’ nas companhias

A atuação dos profissionais em outras áreas da empresa contribui para o aperfeiçoamento na função


Cíntia Bortotto

08/08/2011 | 00:00


Hoje, cada vez mais os profissionais são convidados a desenvolver novas competências. Ter uma visão sistêmica do negócio com o qual estão envolvidos lhes permite novas ações estratégicas e resultados significativos para as organizações. Assim, uma das práticas que ganha destaque e que tem sido considerada um recurso eficaz para o desenvolvimento das equipes é o jobrotation - uma estratégia que oferece flexibilidade para que as pessoas conheçam e entendam o funcionamento da empresa em que atuam.

Trata-se de um rodízio, feito para que os funcionários passem por várias áreas da empresa, a fim de acumularem conhecimentos, habilidades e atitudes que favoreçam seu crescimento dentro da organização. O principal objetivo do jobrotation é fornecer uma visão ampla de todas as áreas da empresa, para que o profissional possa progredir mais rapidamente entendendo os impactos de decisões em vários setores. Ainda que estudiosos considerem o especialista como essencial para as companhias, o generalista é, sem dúvida, o mais indicado, principalmente em cargos de direção e gerência.

VANTAGENS

Esta prática passou a ser mais comum nos últimos 20 anos e é empregada para o treinamento dos trainees, estagiários e executivos. No caso dos trainees, ao contrário dos gerentes que passam anos em determinados setores e só depois são re-alocados, em poucos meses eles conhecem todos os setores da organização e suas principais atividades, pois são contratados para assumirem diretamente cargos de responsabilidade. É o chamado "sangue novo" dentro da companhia.

Saber, conhecer, entender, compreender o que está ocorrendo na sua empresa, em todos os setores dela, é extremamente relevante no processo de sedimentação da capacidade de se adquirir maiores responsabilidades e, consequentemente, assumir novos desafios, novas funções e cargos. Por isso, cabe ao administrador o conhecimento do jobrotation para aplicação na sua empresa, bem como cabe ao empregado, o entendimento dessa prática como útil para aqueles que desejam crescer profissionalmente dentro da organização.

O jobrotation pode ser utilizado para qualquer organização. Em companhias grandes ou multinacionais, o ganho é mais perceptível, pois, muitas vezes, as áreas têm um distanciamento maior. Por outro lado, em empresas pequenas este distanciamento é menor. A prática do jobrotation estimula aos seus participantes a um maior conhecimento em relação ao negócio, ampliação de rede de relacionamentos, desenvolvimento do pensamento sistêmico, desenvolvimento dos funcionários envolvidos e motivação.

DIFICULDADES

Existem algumas dificuldades para a implementação do sistema. Normalmente, há resistência nos setores que recebem os treinados. Muitos não querem revelar o conhecimento, principalmente em áreas muito especializadas. O medo também pode estar presente porque, muitas vezes, quando uma empresa implementa um programa de trainees, por exemplo, já é sabido que aqueles serão futuros líderes dentro da organização. Isto pode assustar alguns profissionais porque muda o status quo do processo. A companhia deve trabalhar ostensivamente a comunicação e estar bem perto de quem recebe os participantes do programa.

Outro problema que pode acontecer é que, algumas vezes, os funcionários participantes se encantam por determinada área e querem ficar, ou entre os próprios participantes existem as setores preferidos e os preteridos. Em programas de trainees e estagiários, por exemplo, muitas vezes já é decidido antes o número de vagas para cada área, e só não é decidido quem. Isto pode gerar certa ansiedade em quem participa do processo.

Há organizações que não envolverem todos os participantes antes do programa acontecer, para explicar melhor o processo, treinar e mostrar que o jobrotation só terá sucesso com o envolvimento de todos. O bom é que, se bem conduzido, também é uma oportunidade de feedback para todos os gestores envolvidos, o que pode ajudar a todos.

A área de recursos humanos coordena o programa, mas todos que participam de alguma forma devem ser treinados, orientados e fazer parte do processo. É esta coerência e trabalho em equipe que podem fazer a diferença entre o sucesso ou não do programa. Vale a pena inserir o jobrotation em sua organização. Siga confiante e boa sorte!



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;