Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Mulheres acusadas de bruxaria são queimadas vivas na Índia


Da AFP

03/07/2003 | 08:21


Duas mulheres acusadas de bruxaria foram queimadas vivas por aldeãos do povoado de Jharkhand, leste da Índia, habitado principalmente por membros das tribos Godda. A informação foi divulgada nesta quinta-feira pela polícia.

Uma multidão de aldeãos tirou Bahamay Kisku, 35 anos, e NankaHembrom, 50, de suas casas e as levou para um campo próximo, onde as duas foram encharcadas com gasolina e queimadas vivas.

Os vizinhos do povoado acusavam as duas mulheres de terem feito um feitiço que adoeceu um deles. Associações de defesa dos direitos da mulher denunciam há bastante tempo a crueldade contra as que são acusadas de bruxaria nos locais afastados da Índia, onde as tradições tribais e superstições continuam vigorando.

Na maioria dos casos, as famílias das vítimas não denunciam os ataques à polícia e as autoridades tribais tratam a questão com indiferença.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;