Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ituano vai a julgamento pelo TJD na segunda-feira


Divanei Guazzelli
Do Diário do Grande ABC

27/06/2001 | 00:54


O Ituano corre mesmo o risco de perder cinco pontos na sessão de segunda-feira do Tribunal de Justiça Desportiva do futebol paulista. Adversário do Santo André no sábado, às 15h, no estádio Bruno Daniel, pela última rodada da Série A-2 do Campeonato Paulista, o Ituano foi citado no artigo 301 do CBDF (Código Brasileiro Disciplinar de Futebol). O artigo estabelece a perda de pontos por suposta escalação de atleta em situação irregular. O jogador é o lateral-esquerdo Marquinhos, que no edital de citação deverá aparecer com o seu nome completo, Marcos Honório da Silva.

Se perder os pontos, o Ituano cairia para 53, sem qualquer chance de subir para a primeira divisão mesmo que derrote o Santo André. A segunda vaga do acesso – a primeira já é do Etti Jundiaí – seria disputada pelo clube do Grande ABC e o Juventus. Para não depender de qualquer situação relacionada a julgamento ou mesmo de Juventus x Sãocarlense, também às 15h, na Rua Javari, o Santo André precisa de dois pontos. O Juventus só sobe se vencer e o Santo André não conseguir mais do que um ponto (empate de 0 a 0 nos 90 minutos e vitória nos pênaltis).

No entanto, o empresário Oliveira Júnior, proprietário da empresa que administra o futebol do Ituano e do São Bento – que domingo assegurou o acesso para a Série A-2 – garante que o clube não perderá os pontos. “A partir da Lei Pelé, todas as relações entre clube e atleta são regidas pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho). Fizemos tudo de acordo com o que manda a lei com relação ao contrato do Marquinhos”, afirmou ontem à tarde. A irregularidade teria ocorrido no jogo com o Juventus, dia 17, na Rua Javari.

Fato novo – O empresário, também procurador do lateral-esquerdo Roberto Carlos, do Real Madrid e da Seleção Brasileira, até elogiou o fato de o caso ter sido citado para julgamento na sessão de segunda-feira. “É um fato novo, e como todo fato novo, a Federação fez bem em enviar o caso para o tribunal. Mais tarde, nenhuma outra equipe poderá dizer que o Ituano foi beneficiado com a situação”.

Oliveira Júnior está confiante na manutenção dos cinco pontos e, por isso, sequer fala em recurso a instâncias superiores. “Se perdermos, o que não acredito, aí sim vamos buscar nossos direitos nas esferas paulista e nacional, mas no âmbito da justiça desportiva. Só aí, esgotados todos esses recursos, é que poderemos pensar em Justiça comum”, afirmou.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;