Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

'Forasteiros' políticos continuam apaixonados

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Do Diário do Grande ABC

08/04/2010 | 07:00


Os ex-prefeitos de Santo André Newton Brandão, Lincoln Grillo e João Avamileno possuem curiosidade em comum: nenhum deles nasceu na cidade, mas têm relação muito forte de afeto. Brandão iniciou, segundo o próprio, "uma relação de amor com Santo André" assim que desembarcou na cidade em meados dos anos 1950. "O povo trabalhador me cativou desde o primeiro momento em que pisei na cidade", diz o mineiro de Borda da Mata.

Revela ele que seus pontos preferidos são as avenidas Perimetral e Prestes Maia. "Hoje, depois de tanto tempo, posso afirmar: valeu a pena. Santo André é moderna, com grandes avenidas e faculdades." Brandão esteve 13 anos à frente da Prefeitura por três mandatos: 1969-1973, 1983-1988 e 1993-1996.

Comandante do Paço de 2002 a 2008, João Avamileno fala da cidade em tom de nostalgia, ao recordar dos anos 1960, quando desembarcou na cidade e onde conheceu sua mulher, Ana Maria. "Lembro-me do Cine Tangará, palco de nosso primeiro encontro, e da Igreja Santa Cruz, onde nos casamos. São locais marcantes em minha vida", recorda o ex-gestor, ao fazer balanço satisfatório de seu meio século no município. "Contribui com Santo André e a cidade contribuiu comigo. É uma história bonita."

O ex-prefeito, no entanto, critica a debandada de indústrias, que, segundo ele, freou o crescimento de Santo André. "Passamos por desenvolvimento acelerado até meados dos anos 1970. Depois, com a nova industrialização do Brasil, perdemos espaço para São Bernardo, Diadema e São Paulo", avalia Avamileno, ao destacar a falência da Coferraz e a mudança da KS Pistões, hoje sediada em Nova Odessa, no Interior.

Prefeito de 1977 a 1983, o advogado Lincoln Grillo, assim como Brandão, nasceu em uma cidade mineira (Uberlândia). Fez carreira política em Santo André, onde chegou em 1951, aos 18 anos. "Naquela época tinha trânsito de carroças na (Rua) Coronel Oliveira Lima, no Centro. Era mato para tudo quanto é lado. Uma cidade completamente diferente."

Mesmo longe da política na última década, Grillo cobra maior participação popular para que o município trilhe o caminho do desenvolvimento. "Defendo o estado democrático de direito. Os andreenses precisam se capacitar mais, participarem da luta política para a cidade crescer", analisa o advogado ao dar a dimensão da representatividade do município em sua vida. "Tudo o que fui e o que sou devo a Santo André. Para mim, é a cidade mais importante do País."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;