Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Torcida corintiana cobra empenho de Luizao


Do Diário do Grande ABC

12/03/2000 | 16:08


A "turma do amendoim" nao é exclusividade do Palmeiras. No Corinthians, eles também sao exigentes e estao, ultimamente, perseguindo Luizao. "Sao torcedores que nao deixam nenhum atleta jogar com tranqüilidade", definiu o atacante. Desde o início do Campeonato Paulista, Luizao nao tem paz com essa agitada facçao da torcida corintiana.

Na estréia da equipe na competiçao, semana passada, diante da Internacional, no Canindé, o jogador, visivelmente cansado após um animado carnaval no Rio, foi criticado pelo péssimo desempenho em campo. Luizao havia faltado ao treino na véspera da partida. A história repetiu-se sábado, no interior, apesar dos dois gols feitos pelo atacante na goleada por 5 a 2 sobre o Mogi Mirim.

"Nunca havia passado por uma situaçao igual a essa em outros clubes", afirmou Luizao. "Talvez esses corintianos estejam querendo o Ronaldinho." O atacante, revoltado com o comportamento do público, ressaltou que, se nao fosse um profissional experiente, nao suportaria a pressao. "É horrível pegar na bola e ser xingado o tempo todo." Luizao isentou a torcida Gavioes da Fiel pelas críticas recebidas.

O atacante recebeu o apoio de seus companheiros, principalmente do meia Marcelinho, que também fez dois gols diante do Mogi. Marcelinho, por sinal, pretende acertar a sua situaçao financeira com o clube nos próximos dias. "Já recebi os 15% que tenho direito pela compra do meu passe pela Hicks Muse; agora só espero a prorrogaçao do meu contrato", explicou o jogador.

Marcelinho garantiu estar mais tranqüilo para ajudar o Corinthians na Taça Libertadores. Na terça-feira, os brasileiros vao enfrentar o Olímpia, em Assunçao. Os paraguaios lideram o Grupo 3, com 6 pontos. Os corintianos têm 3. No fim de semana, a equipe terá outro difícil desafio, desta vez pelo Paulista, contra o Santos. Marcelinho já defende um rodízio de atletas, para evitar o desgaste físico do grupo.

O técnico Oswaldo de Oliveira concorda com o jogador. "Infelizmente, seremos obrigados a fazer um rodízio forçado", reconheceu o treinador, lembrando que, em breve, o time também estréia na Copa do Brasil. "Sem tempo para treinar, teremos de nos preparar durante os torneios." Contra o Mogi Mirim, Oswaldo já poupou três jogadores no segundo tempo: Ricardinho, Edílson e Vampeta.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;