Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Pacote turístico requer pesquisa cuidadosa


Luciana Sereno
Do Diário do Grande ABC

19/10/2004 | 09:09


Adquirir um pacote de viagem é coisa séria. Uma pesquisa minuciosa que compare preços e serviços inclusos é o primeiro passo. Devem ser avaliados, ainda, categoria e localização do hotel, refeições (meia pensão, pensão completa ou só café da manhã) e os serviços de transporte (traslados) no local de destino.

Outra recomendação da Fundação Procon-SP diz respeito ao contrato. É obrigatório que o documento seja completo, com todas as informações sobre o que está incluso no preço, as datas de pagamento e sanções contratuais em caso de desistência ou cancelamento, independentemente se ocorrem por parte do cliente ou da empresa contratada. O consumidor que quiser desistir da viagem deve, porém, fazer a solicitação por escrito.

De acordo com estatísticas da Fundação Procon, 70% das reclamações contra serviços de turismo são resolvidas sem a necessidade de realizar audiências conciliatórias, ou seja, em dez dias a partir do registro da queixa. "O descumprimento contratual é o problema mais comum", afirma a assistente de direção do Procon-SP, Sônia Cristina Amaro.

Segundo ela, no entanto, são poucos os consumidores que têm o contrato em mãos. "Isso não significa que a reclamação é inviabilizada, mas quando o documento existe é mais fácil requerer os direitos." Os panfletos publicitários sobre a viagem, de acordo com Sônia, também devem ser guardados. "É uma forma de o cliente provar o que estava previsto no pacote."

Reembolso - O reembolso de despesas que não estavam previstas no pacote é direito do consumidor. Outros problemas que abrem precedentes para a devolução do dinheiro são acomodação em hotel diferente do combinado e passeio incluso no pacote que não é efetivamente realizado (veja outras situações no quadro nessa página). Nestes casos, todos os ressarcimentos podem ser feitos por meio do Procon.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;