Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Abril

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

ETA reivindica atentado e critica Volta da França


Da AFP

03/08/2003 | 11:05


A organização separatista basca ETA reivindicou, em um comunicado publicado este domingo, cinco atentados com bombas e acusou os organizadores da Volta Ciclística da França de terem "humilhado o País Basco".

Entre os atentados reivindicados figuram os cometidos em 22 de julho contra dois hotéis de Alicante e Benidorm (sudeste), que deixaram inúmeros feridos.

A ETA proclama em um comunicado publicado este domingo pelo jornal basco Gara que "os inimigos do País Basco querem (...) abandonar e humilhar nosso povo como o fizeram os organizadores da Volta da França".

Os separatistas bascos radicais do Batasuna (partido proibido na Espanha) e a direção da Volta da França haviam acertado, no início de julho, uma série de medidas de promoção do idioma basco durante a décima sexta etapa da competição, em 23 de julho, entre Pau e Bayonne (sudoeste), o que acabou não acontecendo.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

ETA reivindica atentado e critica Volta da França

Da AFP

03/08/2003 | 11:05


A organização separatista basca ETA reivindicou, em um comunicado publicado este domingo, cinco atentados com bombas e acusou os organizadores da Volta Ciclística da França de terem "humilhado o País Basco".

Entre os atentados reivindicados figuram os cometidos em 22 de julho contra dois hotéis de Alicante e Benidorm (sudeste), que deixaram inúmeros feridos.

A ETA proclama em um comunicado publicado este domingo pelo jornal basco Gara que "os inimigos do País Basco querem (...) abandonar e humilhar nosso povo como o fizeram os organizadores da Volta da França".

Os separatistas bascos radicais do Batasuna (partido proibido na Espanha) e a direção da Volta da França haviam acertado, no início de julho, uma série de medidas de promoção do idioma basco durante a décima sexta etapa da competição, em 23 de julho, entre Pau e Bayonne (sudoeste), o que acabou não acontecendo.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;