Internacional Titulo
Organização nos EUA oferece mansão de graça, mas novo dono terá de movê-la de lugar
22/06/2024 | 19:48
Compartilhar notícia


Uma mansão histórica com 17 cômodos localizada na cidade de Limerick, na Pensilvânia (EUA), está sendo oferecida de graça, mas com algumas exigências. A principal é que o interessado deve remover o imóvel do local onde está instalado e pagar do próprio bolso. Caso contrário, ela permanecerá onde está e pode virar uma "pilha de escombros".

O anúncio foi feito pela Eastern Pennsylvania Preservation Society (Sociedade de Preservação do Leste da Pensilvânia, em tradução livre), que é um grupo sem fins lucrativos dedicado à preservação de estruturas históricas ameaçadas na Pensilvânia.

Na descrição do anúncio, é informado que a mansão tem 1.524 metros quadrados. e sua estrutura é muito firme. Os pisos são de castanheiro, as vigas, de carvalho, e é cravada em um arenito, uma espécie de rocha. "Você terá dificuldade em encontrar outra casa construída tão bem como esta", diz o anúncio.

O grupo informa que o casarão foi erguido em 1834 por John McClellan Hood, um imigrante e comerciante irlandês que se estabeleceu nos EUA. Ele se inspirou em um modelo da Irlanda, sua terra natal. Ele a batizou de "Bessy Bell", em uma homenagem a uma cordilheira localizada em Newtownstewart, na Irlanda, e morou na mansão com sua mulher e 11 filhos.

Citando a Sociedade de Preservação do Leste da Pensilvânia, a rede de TV local Action News informa que a mansão está abandonada há 16 anos. O terreno onde ela fica é de um incorporador de Nova York, que pretende demolir a mansão e construir armazéns. A Sociedade diz que o casarão tem ligações com a Ferrovia Subterrânea, segundo divulgado à TV.

Quanto custa mover a mansão?

Segundo projeções da Sociedade, mover a mansão de lugar custaria de US$ 700 mil a US$ 1 milhão. Já o restauro do casarão ficaria em US$ 400 mil. Ou seja, quem aceitá-la de graça e pretender morar nela -para onde quer que a pessoa leve a mansão- precisa ter até US$ 1,4 milhão para torná-la habitável.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;