Esportes Titulo
Roland Garros tem vitória de Wawrinka sobre Murray e estreia de teto retrátil
26/05/2024 | 19:09
Compartilhar notícia


O primeiro dia da chave principal de Roland Garros, neste domingo, contou com vitórias de veteranos, chuva e estreia do teto retrátil da quadra Suzanne Lenglen, além da primeira zebra. Um dos jogos mais aguardados do dia envolveu dois campeões de Grand Slam: Stan Wawrinka e Andy Murray.

O tenista suíço, ex-número três do mundo, mostrou estar em melhor forma física e derrubou o britânico por 3 sets a 0, com parciais de 6/4, 6/4 e 6/2. Wawrinka, de 39 anos, foi dominante ao longo de toda a partida, esbanjando melhor preparo enquanto Murray parecia mais contido e buscando alternativas diante da solidez do rival.

Atualmente, ambos vivem seus momentos finais no circuito, embora sem data para despedidas. Wawrinka é o atual 98º do mundo, posição muito distante do que costumou frequentar no ranking há 10 anos, quando apareceu pela primeira vez entre os três melhores do mundo. Junto com Murray, Rafael Nadal, Novak Djokovic e o já aposentado Roger Federer, ele integrou o que especialistas chamaram de Big 5 do tênis masculino.

Na década passada, Wawrinka se destacou pela conquista de três títulos de Grand Slam - só não levantou o troféu em Wimbledon. Além disso, se tornou pedra no sapato de Nadal, Djokovic e Federer nas principais competições do mundo. Com o compatriota, levou a Suíça ao título da Copa Davis.

Murray, por sua vez, alcançou o topo do ranking em 2016. O escocês de 37 anos também foi campeão de Grand Slam por três vezes, concentrados entre US Open e Wimbledon. E foi bicampeão olímpico. Problemas físicos, contudo, quase anteciparam o fim da sua carreira antes da pandemia. Neste domingo, esteve longe de fazer páreo para Wawrinka.

Na segunda rodada, o tenista da Suíça vai enfrentar o vencedor do duelo entre o favorito britânico Cameron Norrie e o russo Peter Kotov. Mas Wawrinka não foi o único veterano a vencer neste domingo.

O japonês Kei Nishikori, ex-número quatro do mundo, superou o canadense Gabriel Diallo em uma batalha de cinco sets: 7/5, 7/6 (7/3), 3/6, 1/6 e 7/5. Foi apenas o segundo jogo do japonês no circuito profissional neste ano. Antes, perdera na estreia no Masters 1000 de Miami, nos Estados Unidos, em março.

Assim como Murray, Nishikori vem enfrentando seguidos problemas físicos que o impediram de competir em alto nível nos últimos anos. O tenista de 34 anos é o atual 350º do mundo. Seu adversário na segunda rodada vai sair do confronto entre o americano Ben Shelton e o francês Hugo Gaston.

Richard Gasquet foi outro tenista experiente a vencer. O francês de 37 anos superou o croata Borna Coric por 7/6 (7/5), 7/6 (7/2) e 6/4 na estreia do teto retrátil na Suzanne Lenglen, a segunda maior quadra do complexo de Roland Garros. A utilização do teto foi necessária em razão da chuva, que atrapalhou parte da programação do primeiro dia da competição disputada em Paris.

Entre os demais jogos da chave masculina, avançaram os seguintes cabeças de chave: o russo Andrey Rublev (6º), o polonês Hubert Hurkacz (8º), o búlgaro Grigor Dimitrov (10º) e o americano Sebastian Korda (27º). Já o francês Ugo Humbert (17º) e os chilenos Nicolas Jarry (16º) e Alejandro Tabilo (24º), surpresa da gira de saibro, se despediram de forma precoce do Grand Slam francês.

FEMININO

A outra chave de simples contou com a primeira grande surpresa da competição. Campeã em 2021, a checa Barbora Krejcikova foi superada pela suíça Viktorija Golubic por 7/6 (7/3) e 6/4. A ex-número dois do mundo é a atual 26ª colocada do ranking da WTA. Com o resultado, ela repetiu as quedas na estreia tanto em 2023 quanto em 2022.

Entre as favoritas, avançaram: a letã Jelena Ostapenko (9), a ucraniana Dayana Yastremska (30), a francesa Caroline Garcia (21), a checa Katerina Siniakova (32) e a americana Sofia Kenin, campeã do Aberto da Austrália de 2020. Já a cabeça de chave Veronika Kudermetova (29ª), da Rússia, se despediu na rodada de abertura.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;