Esportes Titulo
Roland Garros adia homenagem após Nadal admitir possibilidade de voltar em 2025
26/05/2024 | 12:03
Compartilhar notícia


A Federação Francesa de Tênis adiou uma cerimônia para homenagear o espanhol Rafael Nadal em Roland Garros neste ano. A decisão foi tomada após o maior vencedor do Grand Slam francês, com 14 títulos, afirmar que esta pode não ser necessariamente sua última participação no torneio.

A diretora de Roland Garros, a ex-número um Amélie Mauresmo, disse neste domingo que Nadal informou que não queria encerrar sua história no torneio antes de anunciar isso em uma entrevista coletiva. "Tínhamos algo planejado para ele. Mas como não sabe se será seu último Roland Garros ou não, ele quer deixar a porta aberta para talvez voltar no próximo ano", afirmou Mauresmo. "Então não vamos pressioná-lo a fazer nada", completou. "A decisão é dele quando quer fazer uma cerimônia adequada. Então não vamos fazer isso este ano. Esse é o desejo dele."

"Há uma grande chance que esta seja minha última participação em Roland Garros, mas eu não tenho 100% de certeza disso. Não tenho como prever o que vai acontecer", afirmou o espanhol ao ser questionado sobre o assunto. Nadal disse não querer fechar as portas para voltar em 2025 e cita duas razões. "Primeiro estou gostando de jogar e segundo estou viajando com a minha família. Eles estão gostando e eu também por poder dividir isso com eles."

O espanhol disse não querer criar confusão com essa indefinição. "Mas estou curtindo o que estou fazendo e me sinto competitivo nos treinos. Provavelmente ainda não estou (competitivo) nos jogos", afirmou. "Mas, nos treinos, posso garantir que sou capaz de enfrentar qualquer um. Não me sinto muito pior do que os outros. Isso me dá esperança."

Aos 37 anos, Nadal já havia dito que esperava que 2024 fosse sua última temporada. Sua estreia em Roland Garros será contra o alemão Alexander Zverev, número 4 do mundo, na segunda-feira. "Quando você não é cabeça de chave, qualquer coisa pode acontecer", afirmou Nadal, que atualmente ocupa a 276ª posição no ranking. "É parte do jogo."

Contra Zverev, o espanhol apresenta um retrospecto favorável no confronto direto: 5 vitórias em 6 jogos disputados no saibro, superfície de Roland Garros.

Mas os tenistas estão em estágios diferentes na carreira. Nadal flerta com a aposentadoria, enquanto Zverev, aos 27 anos, foi campeão do Masters 1000 de Roma e busca seu primeiro título de Grand Slam.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;