Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Locação cresce e seqüência de quedas chega ao fim


Marcelo de Paula
Do Diário do Grande ABC

18/01/2008 | 07:03


O mercado de locação de imóveis apresentou crescimento de 0,56% no Estado em novembro, revertendo seqüência de sete meses de resultados negativos. É o que aponta pesquisa realizada pelo Creci-SP (Conselho Regional de Corretores de Imóveis do Estado de São Paulo), divulgada nesta quinta-feira.

O resultado foi comemorado pelos executivos do segmento, que esperam desempenho positivo do setor, já que historicamente as pessoas costumam mudar de residência entre o fim de um ano e início de outro.

"É a tradição do mercado e, por conta disso, acredito que haja aumento no volume de locações nesse início de ano", comentou o presidente do Creci, José Augusto Viana Neto.

O executivo, no entanto, não acredita que a tendência de crescimento das locações perdure durante o ano. "Não podemos dizer que o crescimento registrado em novembro represente uma reversão de tendência, mas a quebra da seqüência de maus resultados merece comemoração por ter encerrado um período de quedas".

A pesquisa também mostra que imóveis cujo valor do aluguel não ultrapassa R$ 600 representaram 78,31% dos negócios de locação no Grande ABC em novembro de 2007.

Desempenho - Das quatro regiões pesquisadas pelo Creci, foi a Capital quem obteve o melhor desempenho com crescimento de 2,83% no número de imóveis alugados. No Litoral o aumento foi de 0,39% e no interior, ao contrário, houve queda de 0,83%.

Outro dado positivo da pesquisa é que em novembro, a inadimplência caiu 4,21% no Grande ABC, em comparação com outubro. No Interior a queda foi de 8,68% e no Litoral de 2,9%. Já na Capital houve aumento de inadimplentes em 4,17%.


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;