Setecidades Titulo Charge
Charge - 2 de abril de 2024
Fernandes
02/04/2024 | 09:14
Compartilhar notícia
Fernandes


O Grande ABC foi o precursor do projeto de lei que instituiu o cordão girassol para identificar pessoas com transtornos ocultos, como é o caso do TEA (Transtorno do Espectro Autista). A iniciativa teve autoria do vereador Julinho Fuzari (PSC), de São Bernardo, e acabou sancionada na cidade em setembro de 2021. Depois, ganhou repercussão nacional e tornou-se lei federal no ano passado. 

“Eu milito por essa causa desde quando recebi o diagnóstico de TEA do meu filho (Giuliano, hoje com 20 anos). Há 10 anos, por exemplo, falava-se pouco sobre neurodiversidade. Por isso, por meio do meu mandato, São Bernardo conseguiu ser pioneiro em diversas leis para inclusão de autistas. A placa de atendimento preferencial foi criada na cidade. Enviamos também o projeto ao Márcio França, que ajudou a torná-lo estadual e, depois, federal”, recorda Fuzari. 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;