Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Luxemburgo culpa arbitragem pelo empate


Anderson Fattori
Especial para o Diário

25/05/2009 | 07:01


O clima esquentou no vestiário do Palmeiras. Enquanto os jogadores comemoravam a boa atuação no empate por 0 a 0 contra o São Paulo, mais uma vez, o técnico Vanderlei Luxemburgo disparou contra a arbitragem. Questionado sobre o polêmico lance do possível pênalti de Miranda sobre Diego Souza, aos nove minutos do segundo tempo, Luxemburgo rasgou o verbo.

"Poderia perdoar o árbitro (Rodrigo Braghetto) se a visão dele estivesse encoberta, mas olhei o lance na televisão agora no vestiário e foi na frente dele, não poderia deixar de marcar aquele pênalti", criticou.

Luxemburgo chegou a insinuar que o árbitro tivesse prejudicado o Palmeiras por causa de afirmações que fez antes das semifinais do Campeonato Paulista. "Falei que esses juízes mais novos como o Braghetto têm de esperar para apitar as fases finais porque a preferência é dos árbitros Fifa", lembrou o treinador. "Talvez ele tenha ficado chateado. Os árbitros também precisam ser mais bem orientados. Não sei se o Coronel Marinho está com a camisa do São Paulo por baixo da roupa dele", metralhou, criticando também o chefe da comissão de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol).

As afirmações de Luxemburgo podem levá-lo novamente ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O treinador sabe que suas declarações vão repercutir mal e criticar a arbitragem com veemência está entre as infrações visadas pela corte. "Futebol precisa ser mais democrático. A gente se sente muito pressionado pelo que vai falar", reclamou. "Se eu quiser falar mal do Lula, do Serra, eu posso, mas não posso falar da arbitragem quando ela nos prejudica." (com AE)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Luxemburgo culpa arbitragem pelo empate

Anderson Fattori
Especial para o Diário

25/05/2009 | 07:01


O clima esquentou no vestiário do Palmeiras. Enquanto os jogadores comemoravam a boa atuação no empate por 0 a 0 contra o São Paulo, mais uma vez, o técnico Vanderlei Luxemburgo disparou contra a arbitragem. Questionado sobre o polêmico lance do possível pênalti de Miranda sobre Diego Souza, aos nove minutos do segundo tempo, Luxemburgo rasgou o verbo.

"Poderia perdoar o árbitro (Rodrigo Braghetto) se a visão dele estivesse encoberta, mas olhei o lance na televisão agora no vestiário e foi na frente dele, não poderia deixar de marcar aquele pênalti", criticou.

Luxemburgo chegou a insinuar que o árbitro tivesse prejudicado o Palmeiras por causa de afirmações que fez antes das semifinais do Campeonato Paulista. "Falei que esses juízes mais novos como o Braghetto têm de esperar para apitar as fases finais porque a preferência é dos árbitros Fifa", lembrou o treinador. "Talvez ele tenha ficado chateado. Os árbitros também precisam ser mais bem orientados. Não sei se o Coronel Marinho está com a camisa do São Paulo por baixo da roupa dele", metralhou, criticando também o chefe da comissão de arbitragem da FPF (Federação Paulista de Futebol).

As afirmações de Luxemburgo podem levá-lo novamente ao STJD (Superior Tribunal de Justiça Desportiva). O treinador sabe que suas declarações vão repercutir mal e criticar a arbitragem com veemência está entre as infrações visadas pela corte. "Futebol precisa ser mais democrático. A gente se sente muito pressionado pelo que vai falar", reclamou. "Se eu quiser falar mal do Lula, do Serra, eu posso, mas não posso falar da arbitragem quando ela nos prejudica." (com AE)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;