Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Seca aumenta custo da cesta básica em 6,93%


Leone Farias
Da Redaçao

11/09/1999 | 17:37


A falta de chuvas nos últimos 40 dias em várias regioes do país foi um dos fatores que provocaram uma alta de 6,93% nos preços da cesta básica no Grande ABC, de acordo com pesquisa da Craisa (Companhia Regional de Abastecimento Integrado de Santo André) realizada nos dias 8 e 9 deste mês.

Na última semana, o custo total da cesta ficou em R$ 140,96, ante os R$ 131,82 registrados na semana anterior. Dos 34 itens pesquisados em 24 hiper e supermercados da regiao, cinco tiveram reduçao de preços, seis ficaram estáveis e 23 sofreram elevaçao.

O analista da pesquisa, Joao Tadeu Pereira, afirma que uma mudança metodológica pode também ter ajudado a elevar o índice da cesta. Ele refere-se ao fato de a pesquisa ter sido apurada desta vez numa quarta e quinta-feira por causa do feriado de 7 de setembro. Tradicionalmente ela é feita na segunda e terça-feira, dias em que os supermercados costumam fazer promoçoes.

Um dos produtos que sofreram com a ausência de chuvas foi o feijao, que subiu 20,91%, passando a custar, em média, R$ 1,33. A estiagem provocou queda de colheita nas regioes do Sul, Sudeste e Centro-Oeste em plantaçoes que dependiam da irrigaçao.

A carne também apresentou forte variaçao: a de primeira (coxao mole) subiu 13,43% e a de segunda (acém) teve alta de 8,28%. Os aumentos eram de certa forma esperados, já que o produto vinha se mantendo com preço estável, apesar do período crítico para as pastagens.

Da mesma forma, o frango sofreu alta de preços de 3,93%, influenciado pelo clima seco, que reduziu a safra de inverno do milho. O preço do frango também foi reajustado como reflexo da desvalorizaçao do real, que elevou o custo do farelo de soja, produto com cotaçao no mercado internacional.

Segundo Pereira, o pao francês, que sofreu alta de 14,29%, é um exemplo de item que costuma ter promoçao de preços no início da semana. Mas ele acrescenta que há uma tendência de alta no produto nas próximas semanas, devido à perspectiva de reduçao na safra do trigo no Paraná, maior produtor do país, e na Argentina, principal fornecedor do Brasil.

Outro item importante na mesa do brasileiro, o arroz, apresentou ligeira elevaçao (2,92%), passando de R$ 3,42 o pacote de cinco quilos para R$ 3,52. As compras do governo federal, que adquiriu 300 mil toneladas do produto para os programas de cesta básica, estariam ajudando a segurar os preços.

Já o grupo de hortigranjeiros evitou uma elevaçao ainda maior no índice da cesta básica, ao registrar queda de preços de 1,31%. A grande oferta da laranja e da batata no mercado, produtos que estao em plena safra, contribuiu para manter os preços desse grupo em baixa.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;