Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Terroristas participaram de combates na Chechênia


Das Agências

02/10/2001 | 10:13


Quatro dos terroristas que participaram nos atentados de 11 de setembro, nos Estados Unidos, combateram contra os russos na Chechênia, afirmou esta terça-feira o conselheiro do Kremlin encarregado da Chechênia, Serguei Iastrjembski. Moscou comunicou esta informação aos serviços de inteligência sem identificar os quatro terroristas em questão.

A mãe de Ahmed Al-Ghamdi, identificado como "Um Rached", um dos suspeitos sauditas do atentado contra o World Trade Center de Nova York, declarou, em 17 de setembro passado, que seu filho saiu da Arábia Saudita há dois anos para combater ao lado dos rebeldes da Chechênia.

O conselheiro do Kremlin denunciou os laços entre Osama Bin Laden, suspeito número um dos atentados nos Estados Unidos, e os rebeldes chechenos. Segundo ele, muitos chechenos foram treinados em acampamentos de Bin Laden, no Afeganistão.

Também receberam "milhões de dólares" por parte de uma centena de organizações islamita com sede principalmente em Londres.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Terroristas participaram de combates na Chechênia

Das Agências

02/10/2001 | 10:13


Quatro dos terroristas que participaram nos atentados de 11 de setembro, nos Estados Unidos, combateram contra os russos na Chechênia, afirmou esta terça-feira o conselheiro do Kremlin encarregado da Chechênia, Serguei Iastrjembski. Moscou comunicou esta informação aos serviços de inteligência sem identificar os quatro terroristas em questão.

A mãe de Ahmed Al-Ghamdi, identificado como "Um Rached", um dos suspeitos sauditas do atentado contra o World Trade Center de Nova York, declarou, em 17 de setembro passado, que seu filho saiu da Arábia Saudita há dois anos para combater ao lado dos rebeldes da Chechênia.

O conselheiro do Kremlin denunciou os laços entre Osama Bin Laden, suspeito número um dos atentados nos Estados Unidos, e os rebeldes chechenos. Segundo ele, muitos chechenos foram treinados em acampamentos de Bin Laden, no Afeganistão.

Também receberam "milhões de dólares" por parte de uma centena de organizações islamita com sede principalmente em Londres.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;