Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

Desatino

O santista poderia dizer que seu time já decidiu inúmeras competições no Pacaembu e o Mundial no Maracanã


Especial para o Diário

04/05/2012 | 00:00


As duas finais do Campeonato Paulista no Estádio Morumbi prejudicam o Guarani, sua torcida e a cidade de Campinas. Uma vergonha!

O santista poderia dizer que seu time já decidiu inúmeras competições no Pacaembu e o Mundial no Maracanã. Nos áureos tempos de Pelé o Peixe era um time nacional.

É verdade também que os fãs do atacante Neymar terão mais espaço e conforto para acompanhar esse fenômeno. Claro que no Morumbi os dois times poderão faturar muito mais. Afinal, Brinco de Ouro da Princesa e Vila Belmiro são estádios limitados.

O esdrúxulo regulamento do Campeonato Paulista, tanto criticado por nós desde o começo do ano, abriu mais essa brecha horrorosa, dando mando das finais para a Federação Paulista de Futebol.

O Santos não precisa dessa forcinha. Claro que terá mais torcida no estádio. Mas é muito mais claro que tem mais time e vai ganhar o campeonato. A não ser que aconteça uma tragédia, dessas bem próprias que só o futebol pode provocar.

O problema moral é que um jogo deveria ser realizado em Campinas. E ponto final! Assim aconteceu em 1988 contra o Corinthians. Assim deveria ser para quem tem ética.

MAIS CONVERSA

A diretoria do Corinthians afirma que Liedson quer renovar seu contrato por dois anos. O atacante afirma que não é bem assim. O impasse foi criado, ensejando especulações desnecessárias.

A história entre Liedson e o Corinthians deveria motivar as partes para uma conversa racional, mas que não invalidasse o emocional.

Bom-senso é o que se exige, até porque nenhum dos dois lados pode sair machucado com desfecho lamentável. Já basta a contusão de Liedson. Se bem que as vezes a dor emocional é muito mais dolorida.

REUNIÃO NA SUÍÇA

Em 8 de maio, será realizada importante reunião em Zurique. Dela participarão Aldo Rebello, Joseph Blatter, José Maria Marin, Jerome Valcke, Marco Polo del Nero, entre outros.

Desde a renúncia de Ricardo Teixeira alguns ponteiros precisam ser reacertados. Essa é a melhor oportunidade. Com a presença do ministro de Esporte, oficialmente, Valcke marcará visita ao Brasil oportunamente.

Será o fim do mal-estar criado com aquela declaração impensada e imprópria. A situação sobre as obras para a Copa de 2014 continua inalterada. E não se falará mais em bico nos fundilhos do País.

Márcio Bernardes é âncora da rede Transamérica de Rádio e professor universitário. www.marciobernardes.com.br



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;