Nacional Titulo
Justiça bloqueia bens avaliados em R$ 50 milhões de família suspeita de tráfico na Bahia
Por
24/02/2024 | 07:26
Compartilhar notícia


Uma operação da Polícia Federal teve como alvo uma família de Feira de Santana, no interior da Bahia, acusada de tráfico de drogas, lavagem de dinheiro e organização criminosa. Foram expedidas sete ordens de prisão e 20 mandados de busca e apreensão, cumpridos em nove cidades. A Justiça determinou ainda o bloqueio de contas e imóveis que estão avaliados em cerca de R$ 50 milhões.

A denominada Operação Kariri teve o apoio do Ministério Público do Estado da Bahia, por meio do Grupo Especial de Combate às Organizações Criminosas e Investigações Criminais (Gaeco), e da Polícia Militar da Bahia. Os suspeitos não tiveram a identidade divulgada e a reportagem não conseguiu contatar os responsáveis pela defesa.

Entre os bens bloqueados estão seis imóveis de alto padrão e cinco fazendas, localizados nos Estados da Bahia e de Pernambuco.

A investigação da PF começou em 2019 e resultou em três flagrantes, durante os quais foi apreendida mais de uma tonelada da droga. Os investigadores conseguiram identificar o responsável pela organização e toda a cadeia de lavagem de capitais, afirma a PF.

*A família morava em Pernambuco, mas se mudou para Feira de Santana e ali teria iniciado a atividade criminosa.

*O dinheiro obtido com o tráfico de drogas era usado para comprar imóveis de alto valor, alguns deles registrados em nome de parentes que não atuavam diretamente na quadrilha, mas ajudavam a ocultar a renda proveniente da atividade criminosa.

O rastreio do dinheiro pela Polícia Federal permitiu concluir que pelo menos cinco fazendas pertencentes ao principal alvo da investigação estão registradas em nome de terceiros.

Cerca de 100 policiais atuaram no cumprimento das ordens judiciais na quarta-feira, 21, nos municípios de Salvador, Feira de Santana, América Dourada, Morpará, Ibititá, Muquém do São Francisco, todos na Bahia, além de Ibimirim, em Pernambuco, Brasília e São Paulo.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;