Política Titulo
Eleições 2024: 1º evento de Boulos e Marta tem artilharia pesada contra Nunes
Por
22/02/2024 | 18:16
Compartilhar notícia


O primeiro ato da pré-campanha para a prefeitura de São Paulo do deputado federal Guilherme Boulos (PSOL) e da sua indicada à vice, Marta Suplicy, foi recheada de críticas ao atual prefeito da capital, Ricardo Nunes (MDB). O evento foi realizado em Parelheiros, no extremo Sul da capital paulista.

A artilharia partiu principalmente de Boulos que usou adjetivos como "fantasma" e "tchutchuca" contra Nunes. Mas até Marta, que fez parte da gestão do emedebista, colocou o atual prefeito na berlinda ao dizer que há tempos a capital não tem um gestor conectado com a população.

"Depois de muito tempo nessa cidade nós vamos ter um prefeito que sabe o que as pessoas precisam, que tem um olhar para os mais necessitados, tem um olhar para os idosos", disse Marta.

Nacionalizando a disputa, Boulos afirmou que o atual embate é entre legado das gestões esquerda na capital - citando programas encabeçada por Marta quando ela comandou a cidade, como o Bilhete Único -, e "uma turma que quando senta na cadeira só olha para os privilegiados". "É também a disputa do time do Lula com o time do inelegível!", continuou.

"O cara, ele é prefeito da maior cidade do Brasil, da cidade mais rica da América Latina, e sabe o que ele vai fazer no domingo que vem?", questionou Boulos, ao citar a presença de Ricardo Nunes em um ato pró-Bolsonaro neste final de semana. "Uma vergonha", afirmou.

"Às vezes, o atual prefeito tenta fingir que não é o candidato do Bolsonaro e, no outro momento, ele sobe num palanque de defesa de golpe de Estado na Avenida Paulista", completou.

Boulos também afirmou que o adversário resiste em fazer programas em parceria com o governo federal, por motivos políticos. "Ele não quer fazer parceria com o governo federal e trazer os programas do governo federal para São Paulo", afirmou, prometendo que, se eleito, poderá mudar esse cenário.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;