Esportes Titulo Festa da corrida
Região terá quase 1.500 corredores na São Silvestre

Tradicional prova de pedestres que encerra o ano esportivo acontece amanhã, a partir das 7h25, na Avenida Paulista

Por Cleber Ferrette
30/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Divulgação


A 98ª edição da Corrida de São Silvestre acontece amanhã, na Capital Paulista. Serão cerca de 35 mil corredores que vão participar de uma das mais tradicionais provas de pedestres do mundo e que encerra o calendário esportivo brasileiro. E o Grande ABC não vai ficar de fora. Pelo menos 1.465 corredores são da região. De Santo André vão participar 550 pessoas, de São Bernardo 517, Diadema 209 e São Caetano, 189. Esse número pode ser ainda maior, uma vez que a organização do evento não informou o número de corredores de Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra. 

Entre os participantes da região estarão as amigas Paula Ramos e Cleide Chiarot, que vão encarar o desafio pela primeira vez. Paula tem 41 anos, é moradora de São Bernardo e motorista de Táxi-Dog (@taxi_dog_abcd). Começou a se dedicar à corrida há cerca de um ano, quando se matriculou na CIA da Corrida. Hoje, se sente preparada para a missão. “Eu não corria nem 100 metros. Achava que correr era só um pé atrás do outro. Mas percebi que é muito mais do que isso. Tem que se apaixonar pelo esporte, tem que ter disciplina, tem que ter pequenos objetivos tangíveis”, explica observando que já está inscrita, inclusive, em provas de 21 km. 

Já a sua parceira de treinos e provas, Cleide, tem 56 anos, é médica veterinária e mora em Santo André. Confiante, só demonstra preocupação com o trecho de subida da Avenida Brigadeiro Luís Antônio. “Estou bem ansiosa, quero fazer uma prova tranquila do começo ao fim. Como será minha primeira vez, há o fantasma da Brigadeiro, mas estou confiante que vou tirar de letra”, diz.

Outro atleta do Grande ABC que desafiará o percurso da São Silvestre é o técnico em manutenção, Wagner Augusto da Silva, 38, morador de São Bernardo. O maior objetivo para ele é completar a prova correndo, sem parar. “Estou um pouco receoso com o calor na hora da prova, mas pela previsão o clima vai estar ameno. Infelizmente não teve o simulado da prova, mas acho que tenho condições de fazer o percurso em 1h45m”, falou.

A largada da São Silvestre será na altura do número 2.084 da Avenida Paulista às 7h25 (cadeirantes), 7h40 (Elite feminina) e 8h05 (Elite Masculina, cadeirantes com guia e pelotão geral). A prova percorrerá 15 km por importantes vias da Capital, como as avenidas Dr. Arnaldo, Pacaembu, Ipiranga, Rio Branco, São João, Brigadeiro Luís Antônio, Largo do Arouche, Praça da República, entre outras.

A organização orienta os participantes a acessarem a Paulista pela Rua Frei Caneca, Alameda Ministro Rocha Azevedo, Peixoto Gomide e Alameda Casa Branca. A tempratura amanhã na hora da prova deve variar entre 18º e 24ºC, com tempo nublado e possibilidade de chuva.

FAVORITOS

A última vitória do Brasil na São Silvestre aconteceu há 13 anos, em 2010, com Marílson dos Santos. Já na prova feminina, a última vez que uma brasileira subiu ao topo do pódio foi em 2006, com Lucélia Peres. Históricamente, os atletas africanos possuem o domínio absoluto da corrida. 

Para esta edição chegam como favoritos Moses Kibet, de Uganda, os quenianos Vestus Cheboi e Timothy Kiplagat, além de Josephat Joshua, da Tanzânia. Entre os brasileiros, chegam bem Fábio de Jesus Correa, Ederson Vilela e Frank Caldeira. Na prova feminina, as favoritas são as quenianas Catherine Reline, Viola Kosgei e Sheila Chelangat. As brasileiras Larissa Quintão, Kleidiane Barbosa e Mirela Andrade podem surpreender.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;