Política Titulo Aporte
Nardini terá R$ 1,5 milhão por mês de ajuda do Estado

Convênio fechado ontem garantirá repasse por 12 meses, com início agora em janeiro

Por Wilson Moço
30/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Divulgação


A dois dias da virada do ano, a Prefeitura de Mauá recebeu ontem resposta a uma demanda levada pelo prefeito Marcelo Oliveira (PT) ao governo do Estado logo no início de 2023, com pedido de recursos para ajudar no custeio do Hospital Municipal Dr. Radamés Nardini, com o qual a administração municipal gasta mensalmente R$ 10 milhões. O anúncio foi feito pelo secretário da Saúde da gestão do governador Tarcísio de Freitas (Republicanos), Eleuses Paiva, durante reunião com a titular da mesma Pasta na cidade da região, Célia Bortoletto. No encontro, ficou acertado que o Estado vai repassar R$ 1,5 milhão por mês ao município, mas com recomendação de que a gestão aponte como a Prefeitura vai utilizar o recurso.

A administração municipal havia solicitado o repasse de R$ 3 milhões mensais, sobretudo porque, além de ser referência para a população de Mauá, o Nardini atende também moradores de Ribeirão Pires, Rio Grande da Serra, da Zona Leste da Capital e acidentados de estradas como Rodoanel e Índio Tibiriçá. No entendimento da gestão Marcelo Oliveira, o equipamento faz atendimento regional e não pode arcar sozinho com todo o valor do custeio. Segundo o chefe do Executivo, o convênio fechado ontem com o Estado será válido por 12 meses.

“Enfim, o Estado atendeu nosso pleito. Será um recurso que vai ajudar no custeio do Hospital Nardini, que não atende somente a população de Mauá”, disse o prefeito ao Diário, logo após saber, pela secretária de Saúde, sobre a decisão do Estado. “O valor vai nos ajudar. Mas o ideal seriam os R$ 3 milhões que havíamos pedido desde o início das tratativas com o Estado.”

Aliás, Célia Bortoletto teria voltado a pedir, durante a reunião, que o repasse mensal fosse na casa dos R$ 3 milhões solicitados pela Prefeitura, sob argumento de que o valor colocado na mesa (R$ 1,5 milhão) poderá ser suficiente apenas para cobrir o provável reajuste salarial dos profissionais da saúde em2024. 

OLHAR AMPLIADO

Em vídeo que circulou nas redes sociais no último dia 19, o governador Tarcísio de Freitas de certa forma já antecipava que o Estado estava próximo de formalizar convênio com a Prefeitura de Mauá para liberar recursos destinados a auxiliar no custeio do Nardini. “Estamos fechando tratativas com a Secretaria da Saúde para passar recursos a esse hospital (Nardini), que o Estado vai ajudar, vai estender a mão e colocar dinheiro”, afirmou Tarcísio, em uma demonstração de que o Palácio dos Bandeirantes ampliou o olhar para outras cidades do Grande ABC.

Ainda em novembro, o Estado garantiu que vai repassar R$ 31 milhões para reforçar as ações de saúde da Prefeitura de Santo André. O recurso foi confirmado ao mandato da deputada estadual Ana Carolina Serra (Cidadania), que protocolou emendas a fim de efetivar a transferência de verba à cidade e também por interlocução junto ao governo. Antes, em julho, Tarcísio de Freitas havia anunciado a liberação de R$ 150 milhões para socorrer a saúde de São Bernardo. 

ESTADO
Em nota, o governo do Estado confirmou o repasse. "A Secretaria de Estado da Saúde (SES) informa que, nesta sexta-feira (29), a pasta estadual e a Secretaria Municipal de Mauá se reuniram para acordar o repasse mensal de R$1,5 milhão, pelo período de 12 meses, para parte do custeio mensal do Hospital Municipal Nardini. Nas próximas semanas, a pasta municipal irá desenhar uma proposta de gastos para indicar onde será utilizado o valor do repasse. Após aprovação da proposta, o convênio será celebrado, e o valor será liberado para o município. O convênio beneficia não só o Hospital Municipal Nardini, mas toda a região, uma vez que a unidade atende pacientes de diversos municípios vizinhos."



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;