Esportes Titulo
Djokovic doa par de tênis autografado para 'turbinar' projeto social brasileiro
Por
29/12/2023 | 08:00
Compartilhar notícia


Novak Djokovic, número um do ranking do tênis, teve um gesto nobre fora das quadras em benefício de uma ONG brasileira. O tenista doou um par de tênis autografado a fim de ajudar o projeto social WimBelemDon. O item foi cedido em novembro, logo após o sérvio superar Roger Federer na conquista do título do ATP Finals.

Carlos Gomez-Herrera, membro da equipe técnica de Djokovic, foi o responsável pela entrega do "presente". Antes de decidir fazer a doação, o número um do mundo teve o cuidado de buscar informações sobre a ONG.

O item será uma das recompensas da campanha de crowdfunding Doa Brasil (uma espécie de financiamento coletivo que funciona com a contribuição de terceiros, geralmente via plataformas online).

O objetivo é a arrecadação de, no mínimo, R$ 100 mil com o par de tênis para alavancar as obras de expansão da sede da ONG. Pelo projeto, está previsto a instalação de 200 metros quadrados de ecosalas adaptadas em conteiners navais para aumentar a quantidade de jovens assistidos.

A WimBelemDon trabalha desde o ano 2000 para promover a transformação social de jovens da região extremo Sul de Porto Alegre. O projeto tem como objetivo promover a inclusão de crianças e adolescentes em situação de risco e vulnerabilidade social por meio da prática do tênis.

Além da modalidade, jovens dos seis aos 18 anos têm acesso a atividades culturais, pedagógicas e socioemocionais. Na ação, os alunos do projeto têm direito a duas refeições (almoço e lanche), diariamente.

Esta não é a primeira vez que Djokovic participa de uma ação beneficente fazendo algum tipo de doação. No Estados Unidos, em um leilão recente, a raquete utilizada na conquista do título de Roland Garros, em 2016, encontrou um novo proprietário por US$ 107,5 mil (pouco mais de R$ 530 mil).




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;