Palavra do Leitor Titulo Palavra do Leitor
Palavra do Leitor - 29 de dezembro de 2023
Por Da Redação
29/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia


Saidinha de Natal

Total de 34.540 presos liberados na saída temporária de fim de ano (Setecidades, dia 27. É um benefício previsto em lei de execução penal, mas não deixa de ser uma aberração. Será que é por isso que dizem que no Brasil o crime compensa?

Walmir Ciosani

São Bernardo

Asfalto em Mauá

A população da Rua Querino Boscariol, no Jardim Zaíra, aguardava há quase 30 anos para ver o asfalto em sua rua. O poeirão entrava nas casas e nas roupas no varal em época de calor e, nos tempos de chuva, o barro não deixava nem os carros trafegar porque corria o risco de ficarem atolados na lama. Com o Projeto Asfalto Novo, o prefeito Marcelo Oliveira recebeu emenda parlamentar do deputado estadual Daniel Soares (União Brasil), por meio do líder comunitário Souza Cavalcante, que é morador do bairro, e realizou o sonho da população asfaltando a rua.

Eduardo Furtado

Mauá

Salário mínimo

Sobre o aumento de R$ 92 para o salário mínimo em 2024, não ouvi ninguém reclamar, por isso continua mínimo (Economia, ontem). Ocorre que esse governo tem na sua política a conservação da pobreza. Se acabar com ela, como irá justificar os rombos? Por outro lado, se tivéssemos menos pessoas dependendo de benefícios governamentais, o salário de quem trabalhou duro e se aposentou pagando religiosamente o INSS poderia ser bem mais justo. Uma coisa é você receber sem trabalhar e, por isso, não dar valor; outra é ter trabalhado tanto e ter de viver com salário que, na maioria das vezes, nem dá para pagar convênio médico digno, além dos gastos em remédios, visto que vivemos em País onde a prevenção é substituída pela improvisação. Nenhum governo dá nada a ninguém, antes ele tira de quem tem. Essa é regra vigente que só mudaria se aqueles que tiram o nosso dinheiro ganhassem um salário mínimo. Sonhar ainda é de graça.

Izabel Avallone

Capital

Terras indígenas

Na verdade, o certo é demarcar todo o território de floresta como área indígena e depois deixar livre para garimpeiros, exploradores sexuais de crianças, narcotraficantes (afinal, as ditaduras latino-americanas precisam do dinheiro do narcotráfico para sobreviver), traficantes de órgãos e ONGs internacionais tomarem conta. Certamente não vai ter discurso de globalista nem da Greta falando sobre as girafas da Amazônia.

Ellington Souza

São Bernardo

Reconhecimento

No Ano Novo não devemos nos esquecer de profissionais e pessoas que são imprescindíveis em nossas vidas. São eles os coletores de lixo, policiais, carteiros, professores, dentistas, médicos, porteiros, mecânicos, farmacêuticos, entregadores de gás e pizza, bombeiros, advogados, aquele padeiro que prepara o pãozinho diário e outros que fazem melhor os nossos dias e vidas. Precisamos ensinar nossas crianças e adolescentes sobre a importância insubstituível desses brilhantes profissionais. Quando ensinado no tempo certo, jamais se tornarão esquecidos. Esses colaboradores precisam, e muito, ser reconhecidos e receberem, por meio de um abraço, tapinha nas costas, aperto de mão forte e outras ações altruístas, nossa gratidão, por tudo e tanto. Não poderíamos, como leitores, deixar de prestar esse agradecimento aos jornalistas, repórteres, jornaleiros, entregadores do nosso Diário, e todo seu corpo de direção e funcionários por nos oferecer conhecimentos, formações e informações diárias.

Cecél Garcia

Santo André

Feliz 2024!

O fim do ano chegou e, com ele, vem as renovações de esperanças para que tudo melhore no ano que está por vir. Afinal, a esperança é a última que morre, segundo o ditado. Uns têm aquela esperança verdadeira, outros falam nela mais por clichê de fim ano e outros, felizmente a minoria, nutrem-se de ódio, são desesperançados de tudo. Eu comungo com quem tem a certeza em dias melhores, em um ano melhor, haja vista tudo que vivemos de bom neste ano e que os indicadores econômicos apontam para o futuro. Que o próximo ano seja melhor que o atual e pior que posterior, que a paz reine entre os povos e que ninguém seja privado de suas necessidades básicas. Feliz 2024.

Alencar Marcon

Santo André




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;