Setecidades Titulo Separações
Dezembro é o mês com mais divórcios entre os casais da região

Levantamento aponta que probabilidade de separações no último período do ano aumenta 59% quando comparado com janeiro

Por Thainá Lana
29/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Divulgação


Dezembro é o mês com mais divórcios entre os casais do Grande ABC. Segundo levantamento do CNB-SP (Colégio Notarial do Brasil – Seção São Paulo), de 2007 a 2022, foram oficializados 18.086 divórcios extrajudiciais, sendo 1.116 em janeiro e 1.770 em dezembro, ou seja, a chance de um casal se divorciar no último mês do ano é 59% maior que no início. 

Em números absolutos, os municípios da região com mais divórcios extrajudiciais em dezembro, considerando os últimos 16 anos, são Santo André (619), São Bernardo (555), e São Caetano (301). Porém, quando o quadro é estendido para as demais cidades do Grande ABC, a realidade muda um pouco. 

Em Mauá (112), Ribeirão Pires (62) e Rio Grande da Serra (25), o mês com maior índice de separação agosto. Já Diadema (157) foge totalmente da regra, o período preferido para os casais colocarem um ponto final na relação foi outubro. 

O que todos os casais das sete cidades têm em comum é a predileção pelo divórcio no segundo semestre. As chances de um casamento terminar na segunda metade do ano, é 16% maior quando comparado ao primeiro semestre.

O vice-presidente do CNB-SP e tabelião em São Bernardo, Andrey Guimarães Duarte, explica que não é possível afirmar as causas para o maior volume de separações em dezembro, mas relaciona a alta de divórcios com o significado que remete o período de fim de ano, de resolução de pendências e promessas de grandes mudanças.

“Podemos presumir que é um mês em que as pessoas fazem uma ponderação, um retrospecto da vida, e com isso vão formando uma decisão ao longo do ano, e em dezembro formalizam esse desejo. O divórcio, às vezes, pode ocorrer por conta daquele pensamento de iniciar o ano com todas os conflitos e decisões já tomadas”, afirma o tabelião. 

A moradora de Santo André, Flávia Regina Gomez Vaz, 44 anos, oficializou o seu divórcio em dezembro de 2015, mas não por conta dos desejos de Ano Novo. Ela entrou com pedido de separação em outubro, porém, o ex-marido não aceitou o fim do casamento. 

“Foram 15 anos de casamento, dois filhos, diversas traições e vários episódios de agressão. Após uma descoberta de traição dele com uma menor de idade, resolvi me separar. Pedi que saísse de casa, mas ele relutou. Então fui à Defensoria Pública e entrei com o processo. Na primeira audiência ele não compareceu, mas na segunda ele foi e decidiu, por livre e espontânea pressão, sair com dignidade”, conta.

O ponto final da união conturbada entre o casal resultou na independência de Flávia. “O divórcio significou minha liberdade emocional e financeira. Depois que me separei arrumei um emprego e concluí minha formação em podologia”, desabafa a andreense. 

AUMENTO EM 2023

O mês de dezembro ainda não acabou, mas mesmo com dados parciais já é possível afirmar que o número de divórcios oficializados em 2023 cresceu 3,2% em comparação com o ano passado nos municípios do Grande ABC. 

Em 2022, foram realizadas 1.370 separações na região, ante 1.414 até o dia 5 de dezembro deste ano. Ou seja, esse número pode ser ainda maior, já que ainda faltam 26 dias de contagem. 

Para o tabelião Andrey Guimarães, os divórcios extrajudiciais realizados nos cartórios de notas, estão aumentando a cada ano por se tratar de um processo simples. “A alta pode ser explicada pela conscientização da população sobre as vantagens dos divórcios realizados em cartórios de notas, como prazos mais curtos e menos burocracia”, diz.

DIVÓRCIO ON-LINE 

Para realizar o divórcio em Cartório de Notas o casal deve estar em comum acordo com a decisão e não ter pendências judiciais com filhos menores ou incapazes. O processo pode ser realizado de forma totalmente online, por meio da plataforma e-Notariado (www.e-notariado.org.br), onde o casal, de posse de um certificado digital emitido de forma gratuita por um Cartório de Notas, poderá declarar e expressar sua vontade em uma videoconferência conduzida pelo tabelião. 

Após entrar em contato com o Cartório de Notas de sua escolha, é agendada uma videoconferência com o tabelião para realizar a escritura, que é assinada digitalmente. Os serviços desta plataforma também estão disponíveis em aparelhos celulares. 




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;