Cultura & Lazer Titulo Marcou geração
Mamonas Assassinas ganha nova versão nas telonas

Banda ressurge em filme que conta a vida de seus integrantes; estreia acontece hoje

Por Renan Soares
28/12/2023 | 07:00
Compartilhar notícia
Divulgação


No dia 2 de março de 1996, o Brasil parou. Uma das bandas mais populares da época, com uma ascensão meteórica em oito meses, havia acabado após um desastre aéreo em São Paulo. Naquele dia morreram Dinho (vocal), Júlio Rasec (teclado, percussão e vocais), Bento Hinoto (guitarra), Samuel Reoli (baixo) e Sérgio Reoli (bateria), que juntos formavam os Mamonas Assassinas. Mas eles voltaram em todas as telonas do Brasil, já que, após 27 anos do episódio, o quinteto ganha hoje um filme que conta sua história de persistência.

Encarregados de uma missão difícil, os atores Ruy Brissac (Dinho), Robson Lima (Júlio Rasec), Beto Hinoto (intérprete do seu tio vida real, Bento Hinoto, membro falecido da banda), Adriano Tunes (Samuel Reoli) e Rhener Freitas (Sérgio Reoli) dão uma nova versão a banda de Guarulhos no longa Mamonas Assassinas - O Filme, que estreia neste dia 28 de dezembro, nos principais cinemas da região. Com figurinos e roupas originais dos membros, além de apresentações musicais, o quinteto busca destacar o lado humano do grupo, durante os 95 minutos do novo lançamento, dirigido por Edson Spinello.

A história se passa na cidade de Guarulhos na década de 90, mostrando as dificuldades de Dinho, Sérgio, Samuel, Júlio e Bento, com pouco dinheiro e muitos sonhos. Após tentativas fracassadas, o quinteto usa de seu humor para se tornar um fenômeno musical brasileiro. Ruy Brissac, Beto Hinoto e Ton Prado (que interpreta o produtor musical Rick Bonadio) estiveram em Mauá na última semana para prestigiar a pré-estreia do filme no Grande ABC, e agradeceram o carinho do público. A exibição no Plaza Shopping Mauá foi uma das primeiras do País e foi acompanhada pelo Diário.

“O Mamonas Assassinas é uma banda incrível, que fez muito sucesso na década de 90, e mesmo 27 anos após sua partida, ainda vivem presentes no coração das pessoas, passando de geração em geração. Estamos felizes de contar essa história de superação e persistência”, afirma Ruy Brissac, que se destaca por sua similaridade física com o vocalista Dinho. “Muitas coisas que os Mamonas ensinaram para nós lá atrás são atemporais, como acreditar nos sonhos, ter orgulho da nossa origem e viver uma vida mais leve.” 

Já Ton Prado afirma que já percebe o carinho dos fãs da banda nos eventos em que participou. Sobrinho de Bento, Beto Hinoto comenta a ansiedade para o dia da estreia, marcada para este dia 28 de dezembro, e espera que o público encha os cinemas espalhados pelo Brasil. Os atores adiantam que o público pode esperar, nas telonas, a irreverência e alegria marcante do grupo, assim como uma lição sobre como se manter firme na busca de seus sonhos, já que o filme mostra os momentos de persistência do grupo formado por Dinho, Júlio Rasec, Bento Hinoto, Samuel Reoli e Sérgio Reoli. 

“É a batalha de uma banda que persistiu muito até chegar e ser os Mamonas Assassinas. Vá ao cinema, apoie o cinema nacional porque é muito importante. É um filme para a família toda, e eu espero que todos se inspirem”, finaliza Ruy Brissac.

Aos moradores do Grande ABC que estiverem em dúvidas, Mamonas Assassinas - O Filme inspira, resgatando o espírito da banda adorada por tantos brasileiros. Porém, em caso do espectador analisar detalhes técnicos no filme, é possível encontrar problemas variados. Os ingressos estão disponíveis através do site ou app da Ingresso.com, ou nas bilheterias e terminais de autoatendimento dos cinemas da região.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;