Economia Titulo Atraso
Professores questionam a falta de pagamento do 13º pela Metodista

Universidade prometera depósito para sexta, junto com as demais verbas, mas descumpriu

Por Nilton Valentim
17/12/2023 | 08:41
Compartilhar notícia
Celso Luiz/DGABC


 Professores da Universidade Metodista, de São Bernardo, reclamam do não pagamento do 13º salário na sexta-feira (dia 15), compromisso que a instituição de ensino havia formalizado por meio de comunicados. A Metodista reconheceu que não fez os depósitos aos trabalhadores.

Segundo Fábio Eloi, diretor de Comunicação e Marketing da Metodista, “todos os salários foram pagos, assim como as verbas correspondentes à recuperação judicial. Realmente, os 13° (salários) ainda não foram integralizados, por uma questão de fluxo de caixa”, apontou.

O diretor garantiu que nesta semana haverá a quitação. “Até quarta-feira (dia 20), que é a data do vencimento, estarão pagos. Já há verba programada para isso”, concluiu Eloi.

Sobre os pagamentos, a Metodista enviou dois comunicados aos funcionários e em ambos afirmava que o 13º salário seria pago no dia 15. O primeiro traz o seguinte texto: “A partir do dia 11 de dezembro iniciaremos a integralização dos saldos de pagamento da recuperação judicial previstos para o período, lembrando que o limite por credor é de R$ 10 mil, descontando-se os valores já pagos em outras oportunidades deste ano”.

“O contrato de financiamento que permite a implementação da reestruturação necessária para que a Educação Metodista possa se reeguer teve um pequeno atraso em razão de questionamentos ocorridos no processo de recuperação judicial, todos já definitivamente esclarecidos. Atualmente este contrato encontra-se em assinatura e até o dia 15 de dezembro será possível a regularização de todos os salários atrasados, incluindo o pagamento integral do 13º.”

O segundo comunicado diz que “a Educação Metodista anuncia que concluiu o pagamento da complementação dos valores relativos ao processo de recuperação judicial dos seus funcionários. Até o dia 15 de dezembro acontecerá a regularização dos salários atrasados e o pagamento do 13º salário em atraso. Estamos esperançosos e trabalhando para um próspero 2024, onde possamos escrever juntos um novo capítulo em nossa história”.

Na quarta-feira (13) o Diário divulgou a informação de que a Metodista iria fechar 14 cursos. No dia seguinte, a instituição retificou as informações que havia prestado por escrito anteriormente, reduzindo para seis as carreiras que seriam descontinuadas, incluindo rádio, TV e Internet, educação física, odontologia em período noturno, engenharia de produção, engenharia da computação e fisioterapia.

Entre os funcionários comenta-se que nos próximos dias haverá cortes que podem chegar a 600 pessoas.




Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


;